Publicado em

Tríbulus terrestris: Resolve a impotência e a frigidez

Muito se tem falado sobre o Tríbulus e para dirimir dúvidas, colocamos este texto que tem informações completas sobre esta erva que tanto bem tem feito.

Tribulus terrestris (videira da punctura ou abrolhos, «abre-os-olhos»), da família Zygophyllaceae, é uma erva daninha que, na Europa, foi utilizada como estimulante sexual – para aumentar o impulso e o desempenho – e paro tratamento da impotência durante vários séculos.

O Instituto Químico-Farmacêutico em Sofia, na Bulgária, conduziu estudos clínicos com a Tribulus terrestris, e concluíram um aumento nas funções reprodutoras, incluindo na produção de esperma e testosterona em homens. Nas mulheres houve um aumento da concentração de hormônios, incluindo o estradiol, com alteração ligeira da testosterona e melhoria da função reprodutora, libido e ovulação.

Na Grécia Antiga, era comum o uso dos frutos secos da Tribulus terrestris como um laxante suave e um tônico geral. Na China, era muito utilizada para cuidar problemas do fígado e como remédio cardiovascular, além de eliminar dores de cabeça e exaustão nervosa. O uso como afrodisíaco era muito comum na Índia.

Mas, na verdade, o uso mais disseminado da Tribulus terrestris é no tratamento de problemas sexuais. O uso popular relata sucesso no tratamento de infertilidade nas mulheres, impotência ou disfunção erétil nos homens e aumento da libido em ambos os sexos. Os resultados dispararam a realização de vários estudos científicos por todo o mundo, inclusive no Brasil, com resultados excelentes.

Os pesquisadores já descobriram que a Tribulus terrestris pode elevar significativamente os níveis dos hormônios LH e da testosterona em anmais com disfunção erétil, cujos efeitos foram confirmados com o aumento na freqüência e força na ereção, além de aumento do vigor na atividade sexual. Outros efeitos positivos foram relacionados, como a
diminuição nas taxas de colesterol, melhora no humor e na auto-estima.

Mas em estudos científicos recentes o Tribulus se mostrou ineficaz no aumento de testosterona em humanos . Assim também como foi ineficaz no aumento de desempenho e massa corporal em atletas. Também foi descoberto em uma pesquisa de 2008 que nenhum componente químico do Tribulus é percursor da testosterona e não aumentam a produção de testosterona, assim deixando em descredito sua capacidade de aumento de testosterona em humanos.

As partes da planta utilizadas como medicamento são as folhas e as raízes.

No Brasil, um dos estudos com a Tribulus terrestris foi realizado pelo ginecologista Décio Luiz Alves, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O pesquisador resolveu testar a planta após avaliar um estudo sobre a eficácia da planta que envolveu 45 homens – saudáveis e diabéticos, realizado na Indonésia, em 1998. O uso da medicação proporcionou uma melhora significativa (de até 65%) no desempenho sexual dos participantes.

Constituintes químicos do Tribulus terrestris: açúcares reduzidos, alcalóides (harman e harmina), ácidos graxos insaturados, esteróis, flavonóides (tribulosídeo), glucosídeos, nitratos, óleo essencial, potássio, kaempferol, resinas, saponinas, taninos.

Contra-indicações/cuidados com o Tribulus terrestris: pessoas com hipertensão ou cardiopatia, só devem usar a Tribulus com acompanhamento médico. Se possível evitar o uso interno. O uso excessivo pode provocar problemas estomacais. Em hipertensos e cardiopatas pode ocorrer hipotensão e se a eliminação de potássio for considerável, poderá haver potencialização dos efeitos dos cardiotônicos.

Onde comprar Tríbulus terrestris:

www.alojadochadearacaju.com.br é o endereço certo. Lá é possível encontrar o Tríbulus em extrato seco e em floral. O que muda é a forma de tomar. Para o seco, usa-se uma colher de chá do produto em uma xícara de água fervente. Deixa-se amornar e toma-se no horário em que se precisa de mais energia. Já o floral que vendido em frascos de 30 ml, o modo de usar é simples: 30 gotas em um copo de água no horário em que for necessário um aumento de energia. Tanto o extrato seco quanto o floral é utilizado apenas uma vez ao dia.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *