Publicado em Deixe um comentário

Intoxicação por metais pesados – como eliminar?

Intoxicação por metais pesados

A intoxicação por metais pesados pode ocorrer de diversas formas, principalmente quando consumimos água ou alimentos contaminados, outra fonte muito provável de contaminação é o ar que respiramos. Mas também há o risco de nos contaminarmos com objetos do cotidiano como: Brinquedos, objetos domésticos, medicamentos, tintas e lâmpadas.

O problema da intoxicação por metais pesados é que no início, dificilmente notamos algum sintoma, mas nossas células são afetadas por acumular tais substâncias em seu interior até que haja uma quantidade suficiente para causar estragos e sintomas.

Sintomas causados pela intoxicação por metais pesados

O problema da intoxicação por metais pesados é que no início, dificilmente notamos algum sintoma, mas nossas células são afetadas por acumular tais substâncias em seu interior até que haja uma quantidade suficiente para causar estragos e sintomas.

Vamos conhecer alguns dos sintomas causados pela intoxicação por metais pesados?

Náuseas, vômitos, diarreia, cólicas abdominais, dificuldade para respirar, fraqueza muscular, anemia, abortos, aumento da pressão arterial, problemas nos rins, no cérebro, na visão, no ritmo cardíaco, nas articulações, na audição e problemas de memória.

Males mais comuns causados pela intoxicação por metais pesados

Quando o mal se instala, causa problemas danosos ao nosso organismo, veja alguns dos problemas prováveis:

  • Alterações renais (insuficiência renal);
  • Lesões cerebrais;
  • Aumento no risco de câncer.

Desintoxicação do organismo

Use produtos que contenham quelantes, como os sugeridos abaixo. Você encontra todos eles à venda neste site e ainda podemos cadastrá-lo no fabricante para comprar com desconto de até 15% e frete reduzido. Se desejar se cadastrar, clique aqui!

Entenda como funcionam os quelantes:

No tratamento de envenenamentos metálicos por chumbo, mercúrio ou outros elementos pesados, por exemplo, agentes quelantes são administrados para “sequestrar” os íons metálicos, formando compostos quelatos que possibilitam sua eliminação pelo organismo, num tratamento às vezes denominado quelação.

Produtos que agem contra intoxicação por metais pesados

Aloe Vera Gel

Segundo Dr. Greg Anderson, devido ao potássio que o Aloe Vera contém, ela melhora e estimula o fígado e os rins, que são os principais órgãos de desintoxicação. O Aloe contém ácido urônico, o qual elimina as toxinas ao nível celular.

Depois de ingerida o Aloe pode provocar uma pequena diarreia devido ao fato de que ela produz uma limpeza inicial nos intestinos, tanto de bactérias quanto de alimentos que estão retidos nas alças intestinais ou nos divertículos.

Dr. Alasdair Barcroft, diretor do centro de Londres em Aloe Vera, afirma que esta planta quando se toma em forma de bebida, funciona como um suave purificador e desintoxicador e atua através do sistema digestivo, penetrando no tecido da pele.

A Aloe Vera elimina as células mortas da pele, favorecendo o crescimento de novas células, melhorando o estado geral dos tecidos, acelerando a cura das feridas, das lesões e das úlceras. Tem o mesmo efeito quando aplicado externamente, de forma direta na pele.

Fields of Green

Rico em clorofila, este produto é um alimento funcional específico para a desintoxicação e revitalização dos intestinos, fígado e sangue.

Garlic Thyme

Desintoxica o fígado e rins. Ótimo antioxidante. Elimina alguns metais pesados.

Absorbent-C

É conhecida como um poderoso antioxidante, mas tem o pode de desintoxicar, eliminar metais pesados.

Conheça alguns elementos que causam a intoxicação por metais pesados.

Quais os minerais que podem intoxicar você?

Alumínio

Sintomas: colite, constipação, dor na cabeça, irritabilidade, perda de apetite, queda de cabelo, fadiga, problemas de pele, disfunção da tiroide, hiperatividade, irritabilidade, mal de Alzheimer.
Fontes: latas de conserva; potes; panelas; utensílios de cozinha; embalagens de quentinhas; papel aluminizado; água encanada; antiácidos; aditivos para plantas; desodorantes antitranspirantes; tubos de pastas de dentes; aspirinas; caixas que acondicionam sucos de frutas e leites longa vida; alimentos refinados, alguns queijos; fermento em pó e farinha branca.
Quelantes: alho, fibras, vitamina C com bioflavonoides, cálcio, magnésio, zinco, lecitina.

Arsênico

Sintomas: problemas de pele e fígado, dores de cabeça, confusão, sonolência, convulsões e mudanças na pigmentação da unha.
Fontes: água; pesticidas; produtos usados para lavar roupa; cerveja; sal de cozinha; frutos do mar; fumaça de cigarro; poluição; farinha de ossos; dolomita.
Quelantes: alho, vitamina C com bioflavonoides.

Cádmio

Sintomas: pressão baixa, proteína ou açúcar na urina, dor de cabeça, perda de olfato, toxemia gravídica, desordens imunológicas, queda de cabelo, pele seca, anemia, problemas de fígado e rins.
Fontes: café; fumaça de tabaco; pilhas; solda; gasolina; plásticos; comida enlatada; aço.
Quelantes: aloe vera, alho, alfafa, alimentos ricos em enxofre (repolho, couve, couve-flor, brócolis, couve de Bruxelas, MSM), cálcio, cobre, ferro, pectina, manganês, selênio, zinco, vitaminas C e D.

Chumbo

Sintomas: fraqueza, fadiga, anemia, dor de cabeça, náusea, vômitos, cólicas, cãibras, desordens nervosas, lesões cerebrais, câncer.
Fontes: tintas; tinturas para cabelos; gasolina; inseticidas; encanamento; cerâmica; tubo de pasta de dentes; comida enlatada; solda; fumaça de tabaco; têxteis.
Quelantes: aloe vera, alho, alfafa, ginseng siberiano, lecitina, ferro, pectina, fósforo, cisteína, clorofila alimentos ricos em enxofre, selênio, alginato de sódio, zinco, vitaminas A, complexo B (especialmente B1 e B2), C com bioflavonoides, D, E.

Cloro

Sintomas: carências vitamínicas.
Fontes: água clorada.
Quelante: Vitaminas C e E.

Cromo Hexavalente

Sintomas: desordens gastrintestinais, câncer.
Fontes: água e ar poluídos.
Quelantes: vitamina C.

Cobre

Sintomas: irritações gastrintestinais, asma, cãibras, psoríase, confusão mental, deficiências de minerais (ferro, magnésio, manganês, molibdênio e zinco.
Fontes: encanamento de água quente; sulfato de cobre, algicidas usados na água de piscina.
Quelantes: manganês, molibdênio, zinco, vitamina C com bioflavonoides.

Dióxido de nitrogênio

Sintomas: desordens respiratórias, enfisema e câncer.
Fontes: ar poluído.
Quelantes: vitaminas A, B, C e E, pólen de abelhas, ginseng siberiano e panax ginseng.

Drogas sintéticas e químicas

Sintomas: disfunções metabólicas e hepáticas, desordens mentais e sexuais, problemas renais, carências minerais e vitamínicas, defeitos congênitos, câncer.
Fontes: antibióticos, analgésicos, barbitúricos, cocaína heroína.
Quelantes: vitaminas A, B e C com bioflavonóides, E, complexo de minerais, ginseng siberiano, pólen de abelhas, alimentos fermentados, lecitina.

Flúor

Sintomas: endurecimento anormal de ossos e dentes, fístulas, carências vitamínicas, distúrbios na tiróide, varizes, hemorróidas, flebite, catarata, úlceras nas pernas, desordens mentais e imunológicas, lesões cerebrais, envelhecimento precoce, tumores, câncer.
Fontes: água encanada (fluoretada ou não), refrescos, flúor dental, pastas de dente com flúor.
Quelantes: cálcio, magnésio, vitaminas C e E.

Fumaça do tabaco

Sintomas: problemas no sistema respiratório, desordens imunológicas, câncer.
Fontes: cigarro, charuto, cachimbo e semelhantes.
Quelantes: vitaminas A, C e E, zinco e selênio.

Mercúrio

Sintomas: fraqueza, fadiga, insônia, dor de cabeça, alergia, artrite, defeitos congênitos, catarata, depressão, epilepsia, febre, problemas renais, perda de memória, paralisia, nervosismo, perda de visão, derrames.
Fontes: obturações dentarias; peixes de água contaminada; pesticidas; fungicidas; tintas; plásticos; filmes; solo contaminado.
Quelantes: aloe vera, alho, alfafa, ginseng siberiano, vitaminas A – B – C e E, cisteína, pólen de abelhas, levedo dietético.

Monóxido de carbono

Sintomas: desordens respiratórias, dores de cabeça, perda de memória, enfisema, asma, bronquite, anemia, angina.
Fontes: escarpamento de automóveis; fumaça de cigarro; poluição do ar.
Quelantes: ginseng siberiano, vitaminas A – B – C – e E, cisteína, pólen de abelhas, levedo dietético.

Nitratos e nitritos

Sintomas: pressão alta, problemas cardíacas, câncer no estômago, bexiga e fígado.
Fontes: água encanada; fertilizantes químicos; carnes conservadas.
Quelantes: vitaminas A – B – C e E, levedo dietético, pólen de abelhas, lecetina.

Que tal fazer uma limpeza rápida?

Programa Ultra Clean

Objetivos principais:

  • Desintoxicação do organismo;
  • Alcalinização do corpo (retirada da acidez do organismo);
  • Preparação para máxima absorção posterior;
  • Perca de peso.

Como fazer? Consumir os seguintes produtos de acordo com as instruções abaixo:

  • 3 galões de Aloe Vera Gel (1 litro);
  • 1 frasco de Fields of Greens;
  • 1 frasco Garlic Thyme;
  • 1 frasco Absorbent-C ;
  • 1 pacote de Forever Lite Ultra (para nutrição).

Siga as instruções abaixo durante 10 dias, haverá alguns sacríficos, mas os resultados serão compensadores:

  • 30 minutos antes do café da manhã beba (em jejum) 150 ml do suco Aloe Vera Gel e um bom copo de água.
  • Café da manhã: Shake/vitamina preparada com Forever Lite Ultra, leite de soja ou suco de fruta.
  • 30 minutos antes do almoço você deve ingerir 4 cápsulas de Fields of Greens, de preferência mastigando, com um belo copo de água.
  • O almoço é livre, mas você deve evitar frituras, gorduras saturadas e carnes (mesmo brancas). Os refrigerantes são totalmente proibidos.
  • 30 minutos antes do jantar você toma mais 4 cápsulas de Fields of Greens;
  • Jantar: Shake/vitamina preparada com Forever Lite Ultra, leite de soja ou suco de fruta.
  • Antes de dormir, você deve ingerir mais 150 ml do suco Aloe Vera Gel e um bom copo de água.

Orientações gerais:

Comer alguma coisa a cada 3 horas para não deixar o organismo entrar em estado de privação. Recomendo pequenos lanches compostos de frutas ou barras de cereais ou sucos naturais de frutas no meio da manhã, no meio da tarde e à noite (caso durma muito tarde).
Ingerir no mínimo 8 copos de água por dia (2 litros) , mas o ideal é de 12 a 16 copos de água PURA.

É contra-indicado para:

  • Mulheres grávidas ou pessoas que tenham algum estado de saúde grave não devem começar a usar os nossos produtos por esse programa.
  • Qualquer pessoa que necessite de acompanhamento médico constante devido a alguma condição especial de saúde deve levar folhetos contendo a composição nutricional de cada produto para seu médico aprovar.

Possíveis resultados deste programa:

Quase todo mundo emagrece com esse programa, até quem é magro, reduz a porcentagem de gordura e fica com a pele mais firme.

Os primeiros três dias são difíceis, mas a partir do quarto dia a pessoa começa a sentir os níveis de energia aumentarem tremendamente e os efeitos da limpeza e da alcalinização do organismo começam a valer a pena.

Imprescindível a ingestão de, no mínimo, 2 litros de água por dia (o ideal é de 3 litros/dia).

Compre os produtos aqui:

Publicado em 2 comentários

Sementes de melancia – benefícios e onde comprar

Sementes de melancia - benefícios e onde comprar

Para que serve a semente de melancia?

As sementes de melancia tem sido muito procuradas por aqueles que desejam aumentar a libido ou desejo sexual, mas será que o caroço da melancia tem realmente este efeito? De acordo com pesquisas e relatos, sim, os benefícios das sementes da melancia são evidentes.

Imaginou que aquela fruta refrescante, perfeita em dias quentes, auxiliar em dietas de emagrecimento e detox, poderia fazer tamanha alegria? Surpreso? Não se preocupe, você não é o único a pensar onde comprar semente de melancia neste exato momento.

OFERTA ESPECIAL! Compre 2 unidades do Floral Semente de Melancia com frete grátis! Isto mesmo, comece a se cuidar e ganhe o frete até você. A oferta é por tempo limitado. Clique no botão agora e aproveite!

Oferta Especial

Benefícios da semente da melancia:

A semente de melancia é mesmo sensacional, além de atuar no aumento do desejo, tem outros benefícios:

  • Fonte de proteínas e aminoácidos – o caroço de melancia tem cerca de 35% de proteína de qualidade relativamente elevada, as proteínas das sementes de melancia se classificam em 8 dos 9 aminoácidos essenciais (excetuando a lisina);
  • Efeito diurético – tem efeito atenuante na retenção de líquido diminuindo o inchaço;
  • São antioxidantes e combatem aos radicais livres auxiliando no combate ao câncer e ao envelhecimento precoce;
  • Atua contra a hipertensão por ter efeito vasodilatador;
  • Energéticas;
  • O magnésio das sementes de melancia auxilia nas funções metabólicas, nervosas e musculares. Revitaliza o coração, ossos e o sistema imunológico;
  • Fonte de ferro – o mineral colabora de maneira importante na conversão de calorias em energia para o corpo. Compõe a hemoglobina e atua contra a anemia;
  • O ácido fólico (folato), presente na semente de melancia, atua na gestação humana contra anomalias no tubo neural do feto. A falta do folato pode causar má formação do sistema nervoso. Outra função do ácido fólico é de prevenir problemas nos pulmões e trato urinário. Ainda atua contra a formação de cardiopatias congênitas, lábios leporinos, risco de parto prematuro, retardo do crescimento do feto, aborto espontâneo, descolamento prematuro da placenta e hipertensão na gestante (pré-eclâmpsia);
  • Oferecem gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas (gorduras boas) que oferecem proteção contra patologias do coração, derrame e diminuem os níveis do LDL (colesterol ruim);
  • Auxilia na melhora da fertilidade masculina através do licopeno (carotenoide), também trás benefícios ao rosto;
  • Fonte de vitaminas;
  • Como as sementes de melancia contém cobre, favorece a produção de melanina, que faz a pigmentação dos fios de cabelo e da pele.

Composição das sementes da melancia:

Vitaminas: riboflavina (9%), niacina (19%), folato (16%) e tiamina (14%).

Minerais: potássio (20%), cálcio (6%), fósforo (82%), cobre (37%), manganês (87%), ferro (44%), magnésio (139%) e zinco (74%).

Chá de sementes de melancia ou floral?

O chá é sempre bem vindo, mas pode haver certa dificuldade em adquirir sementes de melancia sem defensivos e/ou agrotóxicos.

Lembre-se que é importante averiguar a procedência das sementes de melancia torradas (em pó ou não) vendidas no mercado.

Outra boa opção é usar o Floral Essencial Semente de Melancia, é mais fácil usar, não necessita torrar e triturar as sementes e nem preparar chá.

Basta diluir 30 gotas em 200 ml de água e ingerir de uma só vez, cerca de uma hora após o café da manhã.

Onde comprar semente de melancia?

Nós da A Loja do Chá de Aracaju comercializamos o Floral Essencial Semente de Melancia, cada unidade é suficiente para 30 dias e é um produto bastante procurado pelos seus efeitos positivos (não perde nada em relação ao chá).

Para comprar basta clicar no link abaixo, caso não tenha experiência em compras on line, clique aqui e informe o produto que deseja, a quantidade e seu CEP. Enviaremos um e-mail com orçamento e instruções de pagamento.

R$75,00 R$49,90Comprar

Semente de melancia faz mal?

Muito pelo contrário, as sementes de melancia podem ser usadas para as mais variadas necessidades, você já ouviu alguém falar que tem alergia a melancia?

Abraço, saúde e sucesso.
Erick Gomes
Nosodioterapeuta.

Publicado em 3 comentários

Imunidade: O que preciso tomar ou comer para melhorar minha imunidade?

Imunidade e alimentação

Alteração na imunidade: Quando a série branca de nosso sangue estiver baixa, ocorre redução no número dos leucócitos, que são a defesa do organismo contra agentes infecciosos e substâncias estranhas.

Para defender o corpo adequadamente, uma quantidade suficiente de leucócitos deve estimular as respostas apropriadas, ir aonde são necessários e, em seguida, matar e digerir os organismos e as substâncias prejudiciais. Como todas as células sanguíneas, os leucócitos são produzidos na medula óssea. Eles originam-se de células precursoras (células tronco) que amadurecem no decorrer do tempo.

Tipos principais de leucócitos:

Neutrófilos, linfócitos, monócitos, eosinófilos e basófilos.

Contagem de leucócitos:

Normalmente, um indivíduo produz aproximadamente 100 bilhões de leucócitos por dia. Geralmente, a quantidade de leucócitos num volume de sangue específico é determinada automaticamente através de um contador celular computadorizado.

Esses instrumentos fornecem a contagem leucocitária total, expressa como células por microlitro de sangue, assim como a proporção de cada um dos cinco tipos principais de leucócitos. A contagem leucocitária total normalmente varia de 4.000 a 10.000 células por microlitro. Uma quantidade muito pequena ou muito grande de leucócitos indica um distúrbio.

Alguns distúrbios relacionados aos leucócitos:

  • Leucopenia: A leucopenia, uma diminuição da quantidade de leucócitos para menos de 4.000 células por microlitro, torna uma pessoa mais suscetível às infecções. redução do número de leucócitos que na maioria das vezes se deve à diminuição dos neutrófilos.
  • Neutropenia: pode ocorrer pelo uso de drogas, lesões físicas ou químicas da MO, ou infecções como TB, sarampo, malária e AIDS.
  • Eosinopenia: pode ter como causas estados tóxicos, esforço físico extenuante, administração de ACTH, choque, queimaduras, etc.
  • Linfocitopenia: em estados de imunodeficiência, cirrose hepática, fase inicial de neoplasias, fase aguda de febre tifoide, gripe, etc.
  • Monocitopenia: ocorre em fase aguda de processos infecciosos, caquexia e desnutrição.

Nossas sugestões para aumentar a sua imunidade:

Suco de Aloe Vera – Rico em fibras, contém vitaminas, aminoácidos, minerais e enzimas importantes em nosso metabolismo diário.

Confira as vitaminas presentes na aloe vera: C, E e betacaroteno – precursor da vitamina A e vitamina B-12, muito útil na nutrição de vegetarianos e pessoas que não comem carne vermelha. Conheça agora os minerais encontrados na aloe vera: magnésio, manganês, zinco, cobre, cromo, cálcio, sódio e potássio.

Como não falar também dos aminoácidos? A aloe vera oferece 7 dos 8 aminoácidos essenciais que não podem ser fabricados pelo corpo e têm de ser adquiridos por meio da alimentação.

Consumir aloe vera é frequentemente recomendado para auxiliar no tratamento de doenças diferentes, mas também simplesmente para reforçar o sistema imunológico (excelente para quem sofre com câncer e Aids, mas não cura), desintoxicar ou melhorar as funções digestivas.

Cuidado com sucos caseiros! A aloína, princípio ativo da planta, pode irritar a mucosa intestinal. Dê preferência a sucos de procedência e livres da aloína. Uma boa pedida é consumir de 50 a 100 mls/dia do suco Aloe Vera Gel da Forever Living.

Aloe Vera Gel Forever
Aloe Vera Gel Forever

O Aloe Vera Gel é um produto produzido há 39 anos pela empresa Forever Living. A empresa aplica um processo de estabilização natural no gel de aloe vera para garantir sua qualidade e frescor, tornando-o seguro e preferido no mundo todo.

A Forever Living recebeu a certificação do Conselho Científico Internacional do Aloe – IASC, o que garante a pureza e a qualidade da polpa de aloe vera produzida pela Forever e trazida da natureza até o consumidor sem alterações.

Para informações completas sobre a aloe vera, veja o vídeo com a narração da Dra. Gisele:

 

Para ser direcionado à página de compra do suco Aloe Vera Gel, clique aqui.

Outras boas sugestões são as seguintes:

Composto Imunidade – Composto com Floral Essencial Imunitec, Aloe Vera e Mel. Uso: Dilua 01 colher (sopa) em 200 ml de água, ingerir todo o conteúdo do copo de uma só vez, faça 02 x ao dia (às 10 e 15 horas). Cada unidade é suficiente para 30 dias.

Floral Essencial Imunitec – Seleção de ervas medicinais específicas para melhoria na imunidade. Uso: Dilua 30 gotas em 200 ml de água, 01 hora após as refeições, 3x ao dia. Cada unidade é suficiente para 10 dias.

Trofoterapia (cura pelos alimentos):

Fonte:Goiaba, pitanga, agrião, caju, espinafre, fruta de conde, melão, Frutas cítricas (kiwi, limão, acerola, laranja), couve, brócolis, tomate, pimentão amarelo.

Condimentos ricos em vitamina C: açafrão,coentro, cravo-da-índia, gengibre, páprica, raiz-forte, salsa e tomilho.

Como atua: Aumenta a produção das células de defesa, que tem efeito direto sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções.

Fontes: Germe de trigo, óleos de soja, arroz, algodão, milho e girassol, abacate, gema, vegetais folhosos e legumes.

Condimentos ricos em vitamina E: açafrão, louro, manjericão, manjerona, mostarda-branca, orégano e pimenta.

Como atua: Parte do sistema de defesa do corpo, interage com as vitaminas A e C e com o mineral selênio, agindo como antioxidante (o que retarda o envelhecimento.

Fontes: Cenoura, abóbora, fígado, espinafre cozido, melão, batata-doce, brócolis, papaia, manga, aspargo, pêssego, beterraba, alho, alho poró , broto de bambu, lentilha, melancia, banana, caqui, gema de ovo, damasco, cereja.

Condimentos ricos em vitamina A: alecrim, tempero chili, coentro, cravo-da-índia, estragão, hortelã-pimenta, louro, manjericão, manjerona, pimenta, raiz-forte, sálvia e segurelha.

Como atua: Tem ação anti-inflamatória.

Fontes: Levedo de cerveja, lentilha arroz integral, semente de girassol, soja, germe de trigo, banana, cenoura, abacate, melão, vísceras, peixe, galinha, gema de ovo, nozes.

Condimentos ricos em vitamina B6: alho, cebola, tempero chili, coentro, cúrcuma, estragão, gengibre, manjericão, manjerona, orégano, páprica, pimenta e sálvia.

Como atua: Excelente para aumentar a imunidade geral do organismo. Tem uma ação protetora contra o câncer, ajuda a controlar alguns tipos de diabetes e tem sido muito usada para aliviar sintomas da tensão pré-menstrual.

Fonte: Frutos do mar, vísceras, alho, cebola, milho, cereais integrais, cogumelo, levedo, castanha do Pará e ovos caipira.

Condimentos ricos em selênio: alho, coentro, gengibre, mostarda-branca e salsa.

Como atua: antioxidante, imunoestimulante, desintoxicante e anti-inflamatório.

Fontes: Aveia, ostra, leite, gema, frutos do mar, espinafre, semente de girassol, cogumelo, gengibre.

Condimentos ricos em zinco: aipo, anis, cominho, gengibre, manjericão, mostarda-branca, papoula.

Como atua: Atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos.

Outros alimentos benéficos em nossa dieta para o sistema de defesa do organismo:

Iogurte: Um copo diariamente. Estudos científicos mostraram que os lactobacilos, presentes no iogurte, recuperam a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico.

Noz moscada e páprica: condimentos com ação anti-inflamatória.

Suco verde: que contenha clorofila, já que é rica em zinco, ferro e vitamina C. Um exemplo é o suco de agrião com laranja. Basta um copo (250 ml) por dia.

Cogumelo shitake: substância que tende a estimular a produção das células de defesa do organismo, possui lentinan.

Alho: suas propriedades nutricionais funcionam para prevenir o câncer e as doenças cardíacas. Pode ser usado como condimento (Melhor que não o frite). Se preferir, consuma um dente de alho assado em forno comum ou no micro-ondas.

Gengibre: fortalece o sistema de defesa do organismo. O ideal é consumi-lo antes das refeições para ajudar no processo digestivo. Pode ser usado em conserva com vinagre (bastante comum na culinária japonesa), na preparação dos pratos ou como chá, uma vez por semana. Gestantes não devem utiliza-lo (contrações uterinas).

Confira nossos sucos que alimentam e aumentam a imunidade:

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.