Publicado em

Suor excessivo ou Hiperidrose

Como existem pessoas que, quando estressadas, têm dor de estômago, dor de cabeça, hipertensão e algumas chegam a enfartar e até a morrer, há um grupo que em resposta ao estresse sua muito. Em mais da metade dessespacientes (56%), foi encontrado um parente de primeiro grau (pai, mãe, filho, irmão) ou de segundo grau com o mesmo tipo de resposta ao estresse. A hiperidrose, portanto, tem características genéticas que se manifestam em determinadas famílias. É possível identificar um grupo de risco mais vulnerável à hiperidrose, em descobertas recentes da literatura e nossa experiência pessoal indicam que quanto maior o índice de massa corpórea, piores são os sintomas. Os gordinhos suam mais. Também foi notado que, em mais de 50% dos casos, a hiperidrose está relacionada com o diabetes. Pessoas com sudorese excessiva são diabéticas ou têm parentes diabéticos. Portanto, fazem parte do grupo de risco o gordinho, os diabéticos e aqueles que têm outros casos de sudorese abundante na família.

Veja o pedido de socorro de um dos nossos clientes, omitiremos o nome dele por respeito à pessoa, mas leia e saiba o que o suor excessivo pode fazer e faz a uma pessoa:

Bom dia! Meu nome é …… e moro na cidade de ……. Sou portador da doença Hiperidrose nos pés, nas mãos e no rosto. Tal problema me causa muito desconforto e um grande embaraço social pois evito diversas situações por ter medo de suar. Fico pensando no problema do suor todos os dias, algo portanto que me atrapalha de viver com tranquilidade. Sei que existem diversos problemas de saúde piores que o meu, mas o suor é algo que me deixa nervoso, me paralisa e me impede de viver com plenitude. Tenho 28 anos de idade e desde que me conheço por gente sempre tive medo de suar.
Quando criança e ainda adolescente acreditava que eu suava por ser muito nervoso, o que não deixa de ser verdade, sou mesmo nervoso e também muito ansioso, mas agora na fase adulta sei que a Hiperidrose é uma doença que a gente nasce com ela e por consequência hoje sei que sou mais nervoso por conta dessa doença, pois morro de vergonha de suar em público, procuro o máximo possível não me expor por ter muita vergonha de suar.
O suor e o medo de suar me apavoram a ponto de gerarem em mim uma fobia social, mas não é que eu tenha medo de gente, pelo contrário eu adoro as pessoas, mas fato é que eu procuro me isolar para que elas não vejam o meu suor, suar sem calor, suar em um ambiente de ar-condicionado, suar em sala de aula, suar na faculdade, suar durante uma festa, suar na apresentação de um trabalho de faculdade, ou suar dentro da minha própria casa ao receber uma visita são situações que foram me traumatizando ao longo da vida.
Hoje olhando e refletindo sobre os meus 28 anos de idade percebo que minha vida toda foi feita de medo, muito medo, medo de suar. O suor domina meus pensamentos, domina minhas ações, meu comportamento minhas atitudes e isso me deixa angustiado e bastante triste. Pois é muito ruim você ter toda a sua vida marcada por um constante medo, ou seja, o medo de suar.
Contando essa minha situação para outra pessoa que não tem esse problema até parece que o que eu tenho é uma bobagem da minha cabeça. Porém não é, pois é algo que me causa muito desconforto, muita tristeza,muita angústia e muita insegurança.
Estou cansado de correr das pessoas por ter medo de suar, estou cansado de evitar situações que me dão prazer por ter medo de suar, estou cansado de não visitar os meus amigos por ter medo de suar, estou cansado de não viver por ter medo de suar, estou cansado de uma vida não vivida.
É horrível você ter a sensação de o tempo passar e não ter vivido plenamente, estou cansado disso. Me ajude Osvaldo por favor, desde já agradeço, atenciosamente …….

É muito difícil conseguir controlar a sudorese excessiva. As pessoas acabam aprendendo que reduzir o nível de ansiedade talvez acalme os sintomas e diminua a intensidade do suor, mas que é quase impossível controlar a manifestação do problema.
Nossa observação e a literatura, que é pobre no assunto, sugerem que o grupo das mãos e dos pés já nasce com o problema. As mães notam que os pezinhos e as mãozinhas dos bebês são caracteristicamente mais úmidos e mais frios.
Os adolescentes pertencem ao grupo axilar. São os jovens que, saindo de casa para enfrentar os apelos da vida, percebem que a sudorese excessiva compromete os relacionamentos e a possibilidade de namorar ou de arranjar emprego. O grupo craniofacial é constituído por executivos, por pessoas que trabalham engravatadas e de terno e por senhoras nas quais a sudorese excessiva manifesta-se mais tardiamente.
Trabalhos realizados na Arábia Saudita indicam outra realidade: a cada 70 homens correspondem apenas 10 mulheres com hiperidrose.

TRATAMENTO
Os tratamentos variam de acordo com a intensidade da doença. Para todos os casos, a indicação é usar meias e roupas de algodão. Elas permitem que a pele “respire” e, assim, dissipe o suor.

No caso de transpiração, usar desodorantes (antitranspirantes) não ajuda em nada, muitas vezes até mesmo pode agravar ainda mais a condição de transpiração. Uma das maneiras mais fáceis e rápidas para evitar a transpiração é a utilização de pó de corpo (talco sem perfume) misturado com uma colher de sopa de bicarbonato de sódio. Ou o talco Barla que já é vendido pronto para o uso, a indicação dele é para os pés, mas pode ser usado no corpo todo.. Toda vez que você tomar banho você pode aplicar esta mistura (em vez do habitual antitranspirante) e ao longo das semanas, você pode reduzir drasticamente a umidade na área.

A nosodioterapia poderá ajudar com o Constitucional de bach Nº ___ de acordo com sua idade, peso e altura e o Nosódio Cerebral, para interferir benefocamente em seu sistema nervoso.

Nosódio Cerebral: É utilizado nos casos de isquemia, demência, ansiedade, depressão, trombose, distúrbios do sono, epilepsia, Alzheimer, aneurisma, hemorragias, enxaquecas e demais doenças do sitema neuro vegetativo. Modo de Usar: Iniciar somente 24 horas após a toma do 1º Bach. Serão apenas 05 gotas diluidas em 50 ml de água natural. Dê um intervalo de 40 minutos entre a toma de um nosódio e outro. Em compras parceladas, agende a compra do próximo nosódio para não faltar e atrapalhar seu tratamento, a encomenda leva aproximadamente 30 dias para chegar às suas mãos.

Remédio caseiro para a transpiração excessiva

1 – Chá de Erva de São Cristóvão (Cimifuga racemosa (L) Nutt. Faça o chá com o1 colher de chá da erva triturada em 200 ml de água fervente,. Tampar. Desligar o fogo e amornar quantidade suficiente para 01 chá. OU 01 colher de sopa dentro de garrafda térmica de 01 litro, preencha com água fervente e leve para o trabalho. tome como se fosse cafezinho, o litro todo no decorrer do dia.

2 – Chá de mulungu para o controle do estresse e da ansiedade que favorecem o aparecimento do suor excessivo: Faça o chá com o1 colher de chá da erva triturada em 200 ml de água fervente,. Tampar. Desligar o fogo e amornar. Tomar ao deitar.

Tea Tree Oil

Óleo da árvore do chá é extraído a partir das folhas da árvore de melaleuca, que é nativo da Austrália. Devido às suas adstringente-como propriedades, óleo da árvore do chá efetivamente pele seca, ajudando a controlar a transpiração. Aplique uma fina camada de óleo em partes afectadas, como nas axilas, ao redor da virilha, e sobre as mãos e os pés, para se livrar do excesso de suor. Óleo da árvore do chá também tem propriedades antifúngicas, assim, as pessoas que sofrem de infecção fúngica devido à transpiração excessiva também será aliviada.

Sálva

Salvia é uma erva da cozinha e antiperspirante natural utilizado e encontrado em muitas partes do mundo, incluindo os EUA A Sociedade Internacional para Hiperhidrose recomenda chá de sálvia para a hiperidrose. Despeje uma xícara de água fervente sobre 2 colheres de chá. de folhas de sálvia fresca ou 1 colher de chá. de sálvia seca. Embeber as folhas durante 24 a 48 horas à temperatura ambiente. O concentrado assim obtido pode ser aplicado para as axilas, virilhas, mãos e pés, três vezes por dia. No entanto, assegurar que a área está limpa e seca antes de aplicar a mistura de chá de sálvia. Para os pés suados, local secas em pó sábio diretamente em seus sapatos. Sálvia seca mistura com pratos de ovos, sopas e massas é um método de tratamento igualmente eficaz à base de plantas.

Bardana

A erva de sabor amargo, bardana funciona melhor em forma de tintura. Tome uma colher de chá. de bardana tintura, três vezes por dia. Ao contrário de outros remédios de ervas, bardana controla a transpiração excessiva por desviar suor em excesso do corpo para os gânglios linfáticos, intestinos e rins, diminuindo a quantidade de suor proveniente de glândulas sudoríparas.

Witch Hazel

Hamamélis pode ser usado para controlar a transpiração facial. Óleo de hamamélis extraído das folhas e casca de uma planta hamamélis é um adstringente natural. Aplique uma fina camada de óleo presente em seu rosto ou em qualquer outra área suado com uma bola de algodão macio para aliviar a transpiração.

É bom salientar que a medicação indicada para controlar a sudorese excessiva exige uma dose bastante próxima da dosagem tóxica. Resultado: o paciente acaba se expondo aos malefícios dessas drogas com pouco benefício no que se refere ao suor. Por isso, recomenda-se o tratamento cirúrgico, quando os sintomas são intensos e interferem socialmente na vida do paciente.
Na medicina chinesa:

Curas chinesas para o suor excessivo

A medicina chinesa entende os problemas físicos em todos os seres vivos como sendo causados pelo chi, ou força vital. O chi percorre meridianos ao longo do corpo e pode ser desacelerado ou bloqueado, causando problemas físicos. No entanto, problemas físicos também podem desacelerar ou bloquear o chi. Dessa forma, a medicina chinesa foca-se em promover um fluxo natural do chi pelo corpo.

O que fazer para combater o suor excessivo?

Pés e mãos
O suor excessivo dos pés e das mãos é frequentemente causado pelo acúmulo de calor no estômago ou no intestino e também por deficiência e umidade no baço. O suor excessivo das mãos e dos pés pode ser tratado por uma técnica chinesa de massagem chamada tuiná. Essa é uma técnica muito eficaz no tratamento de problemas digestivos que podem causar suor nas extremidades. A acupuntura também pode ser eficaz no aumento do fluxo do chi. Há também misturas de ervas geralmente prescritas no tratamento dessa condição, como a Si Jun Zi Tang e Wu Ling San.

Axilas
A presença de calor úmido no fígado ou na vesícula biliar em combinação com uma deficiência do yin no fígado e no rim é geralmente associada com o suor excessivo nas axilas. Diferentes combinações de acupuntura, tuiná e ervas são usadas no tratamento dessa condição. Long Dan Cao e os Seis Ingredientes com rehmannia também são misturas de ervas prescritas com frequência.

Cabeça
Tuiná, acupuntura e ervas podem ser usadas de várias maneiras no tratamento do acúmulo de calor e deficiência do yang nos rins, ou seja, diagnóstico dado à transpiração excessiva na região da cabeça. O tratamento do suor excessivo nessa região inclui o uso das misturas Si Ni Tang Wan e Artemísia Yin Chen Hao com poria.

Tórax
A transpiração excessiva na região do tórax indica deficiência de um chi no coração e no baço assim como a falta de yin no rim e no coração. Gui Pi Tang e Tian Wang Bu Xin são exemplos de fórmulas frequentemente usadas no tratamento do suor excessivo nessa região. Acupuntura e tuiná também podem ser eficazes no redirecionamento do chi, tratando assim o excesso de transpiração.

Parte superior do corpo
O suor excessivo na parte superior do corpo é geralmente causado por um acúmulo geral de calor no corpo. Embora o tratamento com massagem, acupuntura ou do-in possam ser eficazes, a mistura Huang Lian Jie Du Tang é uma fórmula específica para o tratamento dessa condição.

Parte inferior do corpo
O suor excessivo na parte inferior do corpo é geralmente causado pelo acúmulo de calor úmido no jiao inferior. Apesar do tratamento com massagem e acupuntura serem eficazes, a mistura Long Dan Xie Tang é uma fórmula frequentemente prescrita.

Tratamento clínico

Uso de antiperspirantes e adstringentes (cloreto de alumínio em álcool etílico, solução de glutaraldeído 2%, etc.): esses produtos devem ser aplicados sobre a pele seca, após banho frio, imediatamente antes de se deitar. Apresentam o inconveniente de causar dermatite de contato ou deixar a pele com coloração amarelada.

Uso de talco ou amido de milho natural (para os casos mais leves): deve ser aplicado entre os dedos, sob as mamas ou em pregas da pele. Temos o Barla, fabricado em Aracaju que é excelente, e pode ser usado em todo o corpo.

Banho com sabonete desodorante: seu uso prolongado pode levar à dermatite. Não calçar o mesmo par de sapatos por dois dias seguidos; utilizar palmilhas absorventes, que devem ser substituídas freqüentemente.

Tratamento medicamentoso, com drogas antidepressivas, ansiolíticas e anticolinérgicas: essas drogas proporcionam apenas alívio parcial e apresentam efeitos colaterais importantes e indesejáveis, como alteração da visão, boca seca, problemas urinários, sedação e outros.

Iontoforese: Leia a respeito em http://www.iontoforese.com/ achei interessante. Dizem os fabricantes das placas: Este método de tratamento não requer o uso de medicamentos ou cirurgias. Mais importante, o tratamento por Iontoforese tem muito poucos efeitos secundários.

As mãos podem ser retiradas dos recipientes durante o tratamento sem o típico “efeito vedação eléctrica” (choque eléctrico). Os produtos funcionam através de rede de abastecimento de electricidade – não é preciso comprar baterias caras.

Na fase inicial do tratamento, as partes afectadas do corpo devem ser tratadas uma vez por dia durante 10-15 minutos. Normalmente, 5-20 dias de tratamentos CONSECUTIVOS são suficientes para reduzir a humidade da pele para níveis normais. Depois deste tratamento inicial, a frequência das sessões pode geralmente ser reduzida para uma ou duas vezes por semana.

As unidades de iontoforese estão disponíveis com uma fonte de alimentação DC (corrente contínua) ou PC (corrente pulsada). Nos recomendamos as unidades com PC para todos os clientes porque suportam-se níveis de corrente muito mais altos com estas unidades. Uma corrente maior conduz a menos sessões de tratamento de manutenção. As unidades PC resultam numa menor sensibilidade à corrente do que as unidades DC assim como a menos irritação da pele (comichão logo após tratamento, dor, etc.), e maior redução do suor (muitas vezes, eliminação completa do suor). Escolha a unidade de iontoforese que melhor se adapta ás suas necessidades pessoais e aos seus objectivos.

Psicoterapia em grupo ou não.

Injeções locais de toxina botulínica (existem várias marcas), com duração de 4-6 meses e uso limitado a áreas de pequena extensão, o que torna rara a indicação desse método.

Os tratamentos clínicos disponíveis são falhos na medida em que não são definitivos, alguns são desagradáveis e mais dispendiosos quando temos de repeti-los periodicamente.

Tratamento Cirúrgico

Através da videocirurgia torácica (videotoracoscopia), com a qual a agressão é mínima, a segurança no ato é grande e o resultado é ótimo, com duas pequenas incisões de cerca de 1cm e o auxílio de um sistema de vídeo, podemos interromper a condução nervosa responsável pelo problema e o resultado é imediato. A simpatectomia torácica é utilizada no tratamento da hiperidrose palmar e axilar, tem resultados positivos também para distrofia simpática reflexa (síndrome dolorosa dos membros superiores), em casos selecionados de problemas circulatórios graves de membro (doença vascular periférica embólica ou aterosclerótica), doença de Raynaud (caracterizado por dor e má-circulação dos membros) e outras. Os melhores resultados são encontrados no tratamento da hiperidrose primária. Os pacientes portadores de hiperidrose primária grave, geralmente, já tentaram inúmeros tipos de tratamento conservador, com dermatologistas e psiquiatras.

O procedimento está contra-indicado nos pacientes portadores de hiperidrose secundária, nos pacientes portadores de insuficiência respiratória ou cardiovascular grave e nos pacientes com seqüela de doença pleural (tuberculose, empiema).

Técnica Operatória

O paciente pode ser internado no dia da operação. Inicialmente, ele é monitorizado e, sob anestesia geral, realizamos cauterização da cadeia simpática (responsável pelo suor). O equipamento necessário para a operação consiste de uma óptica rígida de 5 a 10mm de diâmetro, câmera e o monitor de vídeo para visualizar o campo operatório. O instrumento utilizado, via de regra, é o eletrocautério ou bisturi ultra-sônico. Na operação, são necessários apenas dois pequenos cortes de 1cm cada um, nos quais introduzimos os instrumentos necessários para realizá-la.

Pós-Operatório

A dieta é liberada tão logo o paciente esteja recuperado da anestesia e pode receber alta no dia seguinte à operação ou no mesmo dia conforme o horário da cirurgia. Poderá retornar às suas atividades habituais dentro de poucos dias, no máximo em 10 dias. As cicatrizes são muito pequenas, quase imperceptíveis.

Resultados Cirúrgicos

Os resultados são imediatos. As extremidades superiores (membros superiores e axilas) encontram-se secos e quentes, assim que o paciente recupera-se da anestesia em 95% dos casos. Os pacientes referem que pela primeira vez, em muitos anos, as mãos estão secas e quentes. Em 50% das vezes, o mesmo ocorre em relação à hiperidrose plantar e craniofacial. Os resultados são, geralmente, permanentes e a melhora na qualidade de vida é indiscutível. O índice de satisfação chega a 98%.

Efeitos Colaterais e Complicações

Em 20 a 50% dos pacientes, pode ocorrer hiperidrose compensatória. Trata-se de um aumento da sudorese em outras partes do corpo, geralmente, no dorso e no tórax anterior. Provavelmente, representa uma resposta termo-reguladora do organismo. Essa condição é tolerável para maioria dos pacientes. Na maioria dos casos, o quadro melhora com o passar do tempo (aproximadamente 6 meses) ou o paciente aprende a conviver com ela. A síndrome de Claude-Bernard-Horner (pálpebra caída, olhos encovados e pupilas contraídas permanentemente) é complicação extremamente rara. O pneumotórax (permanência de ar residual nas pleuras) no pós-operatório é uma complicação possível, que na maioria das vezes, resolve-se espontaneamente (é absorvido), não necessitando intervenção específica. O hemotórax, a lesão do tecido pulmonar e do plexo braquial (complexo nervoso responsável pelos membros superiores) e a infecção dos cortes realizados também são complicações possíveis, embora muito raras.

Conclusão

A simpatectomia videotoracoscópica tem se mostrado o único método eficaz para curar a hiperidrose moderada e grave de mãos e faces. É o método de escolha, especialmente se outras opções terapêuticas já foram testadas, sem resultado satisfatório. Constitui-se, também, em método eficaz para o tratamento do “blushing facial”, ou seja, rubor e sudorese excessiva na face. A técnica endoscópica é extremamente segura e eficaz, pois conduz à cura definitiva em quase 100% dos casos.

Espero ter ajudado a você que sofre com a hiperidrose. Acalme-se e tudo ficará bem.

Malva Gomes

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *