Publicado em

Metabolismo e Emagrecimento

Considera-se metabolismo, as reações químicas que ocorrem dentro do organismo e tem a função de mudar ou produzir moléculas. Ele pode estar presente de duas formas: no estado anabólico ou catabólico.

No estado de anabolismo ocorre a formação dos compostos e no estado de catabolismo ocorre a quebra dos compostos. No caso de dietas para perda de peso considera-se que a pessoa sofre o processo de catabolismo, tornando algumas partículas do organismo degradadas, gerando assim, a diminuição do peso.
Hoje em dia muito se comenta sobre o metabolismo, as pessoas possuem interesse em conhecer seu próprio ritmo metabólico.

Surgem várias dúvidas sobre essa questão, contudo, é mais simples do que parece. Não existe uma fórmula que torne o metabolismo menos ou mais acelerado, são vários fatores que estão envolvidos e que devem ser considerados e avaliados individualmente para se ter ideia de qual tipo é o metabolismo de cada um.

O peso, idade, sexo, atividade física são fatores importantes na regulação do metabolismo. Por exemplo, aqueles que apresentam peso mais alto necessitam de um valor calórico maior, a idade mais avançada torna o metabolismo mais lento, os homens possuem maior massa muscular em relação às mulheres e com isso possuem um metabolismo mais rápido. Além disso, a prática de exercícios físicos deixa o metabolismo mais rápido. Todos esses dados devem ser considerados quando o assunto refere-se ao metabolismo de cada pessoa.

Apenas para se manter o organismo vivo é gasto uma certa quantidade de energia, assim quando se respira, dorme e para se manter as funções cardiovasculares o organismo utiliza de sua reserva calórica, esse valor está relacionado ao metabolismo basal de cada um. Já no caso da perda de peso, ocorre à diminuição no valor calórico, com o tempo o organismo passa a exigir menos energia para a execução das funções vitais, tornando o metabolismo mais lento e adaptado a tal situação. Esse é o conhecido efeito Platô, nesse caso é preciso que haja diminuição do valor calórico e o aumento da atividade física para que assim continue ocorrendo a perda de peso esperada.

Com isso, nota-se que em todas as situações, seja ela para perda, ganho ou manutenção do peso a necessidade calórica será diferente de uma pessoa para outra. Por isso, deve-se ter o acompanhamento de um profissional especializado.

Os processos desenvolvidos pelo metabolismo não são diferentes de um indivíduo para outro – mas o ritmo em que o organismo dará sequência a todas essas atividades é algo muito particular. Cerca de 80% da taxa metabólica é determinada geneticamente, enquanto os outros 20% dependem de fatores externos. Isso significa que seus hábitos diários, como sono e a prática de esportes, podem influenciar diretamente no funcionamento do seu metabolismo, auxiliando em processos como absorção de nutrientes e até mesmo dando uma força na dieta, estimulando o gasto energético.

O funcionamento correto do metabolismo ajuda no emagrecimento e na absorção de nutrientes. O bom é que é possível acelerar o metabolismo com práticas bem simples. Veja:

1 – Jamais culpe seu metabolismo pelo seu ganho de peso, pois pessoas com metabolismo lento sempre terão mais facilidade para ganhar peso, mas isso não é um fator determinante. Para se manter no peso ideal, pessoas com o metabolismo mais lento precisam no geral estar mais atentas em praticar atividades físicas e manter a reeducação alimentar. Isso por que, diferente de uma pessoa com o metabolismo mais acelerado, qualquer escorregada pode levá-los a ganhar peso. Mas isso não quer dizer que toda a pessoa com metabolismo lento necessariamente estará acima do peso – basta adotar hábitos que estimulem seu funcionamento.

2 – Má qualidade de sono é um problema. Sabe-se que o sono atrasado interfere na metabolização dos carboidratos – principal fonte de energia para o corpo – e por isso acordamos mais desanimados, sem disposição para as atividades diárias. Além disso, é durante o sono que sintetizamos uma série de hormônios importantes para o funcionamento do metabolismo, como o hormônio do crescimento (GH). Ele ajuda a regular a proporção entre massa magra e gordura, auxiliando na constituição dos músculos. Sem esse hormônio você perde massa magra e o metabolismo fica drasticamente prejudicado.

3 – Nossa alimentação pode deixar o metabolismo mais lento, pois existe uma série de alimentos que podem sim deixar o metabolismo mais lento. Um exemplo disso são as refeições ricas em gordura e carboidratos complexos são de digestão mais lenta, e por isso dificultam o bom funcionamento do corpo. Alimentos muito processados são de mais fácil digestão e normalmente são mais calóricos, combinação que além de desacelerar o metabolismo fornece muitas calorias. Saiba que os maiores inimigos do metabolismo são os líquidos calóricos, como refrigerantes, sucos açucarados e milk shakes. Por serem líquidos, eles não exigem mastigação e o organismo não precisa demandar muita energia para digerir, além de ter muitas calorias.

4 – Na hora de comprar e comer pense na qualidade do que está ingerindo. Conhecidos como termogênicos, alimentos como pimenta, chás e gengibre são de digestão mais difícil, e por isso obrigam o organismo a gastar mais energia no momento de processá-los, aumentando o gasto calórico e consequentemente acelerando o metabolismo. Mas a verdade é que as fibras são as maiores aliadas do bom funcionamento do metabolismo. Isso porque eles exigem um maior esforço para serem digeridas desde a mastigação, envolvendo um gasto energético muito maior. A recomendação de ingestão de fibra alimentar total para adultos é de 20 a 30g por dia, quantidade que pode ser obtida dentro de uma alimentação equilibrada. As maiores fontes de fibras são os cereais integrais, frutas, legumes e verduras.

5 – Alimentar-se sem horário, deixando o estômago muitas horas sem receber alimento, deixará o metabolismo lento, pois ele irá preservar a energia do corpo. É preciso ter em mente que a função primordial do organismo é a manutenção da vida. Para cumprir esse propósito, ele faz tudo o que estiver ao seu alcance, adaptando-se às mais diversas situações muito rapidamente. É por isso que, quando fazemos intervalos muito grandes entre as refeições, ele faz uma reserva de combustível, prevendo uma emergência. Como o corpo não sabe se receberá alimento em breve ou não, ele reduz a velocidade do metabolismo e, a partir daí, tanto os depósitos de gordura como as calorias passam a ser queimados mais lentamente. Por isso, o ideal é fazer refeições fracionadas e mais frequentes, alimentando-se a cada três horas. É justamente o fornecimento contínuo de nutrientes que permite ao metabolismo manter-se acelerado o dia inteiro.

6 – A prática regular de atividade física acelera o metabolismo, pois ela estimula o gasto calórico. A maior recomendação para ativar o metabolismo é o aumento da atividade física, pois mesmo depois de cessar a atividade, o corpo continua gastando energia numa velocidade maior durante algum tempo. O ideal é praticar exercícios cinco vezes por semana, somando um total de 150 a 300 minutos por semana. As atividades físicas que mais aceleram o metabolismo são aeróbicas: corrida, bicicleta, pular corda, dentre outras. Para quem não tem tempo fazer exercícios, medidas como trocar o elevador pelas escadas, descer do ônibus um ponto antes ou ir a pé até a padaria, todos os dias pela manhã é o suficiente para dar um empurrãozinho no metabolismo.

7 – Um fator importante para o bom funcionamento do metabolismo é beber água, pois um organismo hidratado funciona bem melhor. Todas as funções celulares dependem do consumo de água. Quanto mais hidratado estiver indivíduo, mais quantidade de impurezas e radicais livres serão eliminados e o metabolismo funcionará de uma maneira melhor.

8 – Cuidado
com o consumo de bebidas energéticas, apesar de acelerarem o metabolismo, causam riscos se consumidas em excesso. Bebidas energéticas deixam o indivíduo mais alerta e disposto para a realização de exercícios físicos ou outras atividades. Entretanto, isto pode levar ao aumento do ritmo cardíaco e o aparecimento de arritmias. Alguns energéticos podem conter outras substâncias que aumentam a frequência cardíaca como a efedrina, e levar a alterações graves do ritmo cardíaco. Além disso, nem sempre as informações nos rótulos são completas e a maioria destes compostos não tem efeito metabólico comprovado, podendo causar prejuízos em pessoas com hipertensão, diabetes e insuficiência renal.

9 – Algumas doenças como o hipotireoidismo e hipertireoidismo interferem diretamente no metabolismo. A glândula tireoide produz os hormônios tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3), que controlam como cada célula do corpo gasta energia. O hipertireoidismo ocorre quando a tireoide produz quantidade excessiva desses hormônios. Já o hipotireoidismo pode ser classificado como a baixa produção dos hormônios produzidos pela tireoide. Essas doenças podem, respectivamente, acelerar e atrasar o metabolismo e devem ser cuidadas. A aceleração ocasionado pelo hipertireoidismo pode levar a perda de massa muscular, arritmias cardíacas e ansiedade excessiva. A lentidão decorrente do hipotireoidismo pode levar a sonolência e até coma em casos extremos.

10 – Entre os principais queimadores de gorduras estao as pimentas vermelhas .os pimentões.o cha verde, o chá branco, a couve, o brocolis , o gruarana, a mortarda, o gengibre, a canela , o kiwi, a maçã, a acelga, o vinagre de maçã, a linhaça e ate mesmo a agua gelada, bebericada à noite, é de grande ajuda. Uma chicara de cha verde quente, após as refeições incluidas no dia a dia, emegrece. Veja que esta prática é comum entre os japoneses. Isso tudo alem de acelerar o metabolismo ajuda a emagrecer.

11 – Resumindo: Comer a cada 3 horas funciona mesmo, o corpo mantem seu metabolismo sempre acelerado queimando. Após passar mais de 4 horas sem alimento o corpo entra num processo de ir mais lento, fica economizando a queima, pois acha que voce vai mata-lo de fome, entao a dica é sempre deixa-lo acelerado mas não coma nada calorico.

12 – Aprenda com quem sabe: Coma um bom café da manha com frutas e tudo que desejar, pois seu organismo passou horas sem se alimentar e irá facilmente digerir o que você desejar comer. La pelas 10 horas tome um suquinho sem açúcar. Depois na hora do almoço comece caprichando nas saladas e sempre grelhados (nada de comer o grelhado sozinho. Comer por exemplo só o frango grelhado é um grande erro, pois que ajuda a metabolizar a proteina do frango são as verduras, elas ajudam a dar saciedade e melhoram a digestão. À tarde nada como uma maçã ou uma barrinha de cereal das mais diet possível.

13 – Outra dica muito importante não coma carboidrato a noite (nada de pão, biscoito, inhame, macaxeira, cuscuz, macarrão, salgadinhos… nada mesmo, nem que seja light). À noite somente uma salada, vitamina com leite de soja e não de vaca, sopa de legumes, nada de arroz, ou macarrão na sopa.

14 – Praticar atividades fisicas aerobicas: caminhada, aulas de step, jump etc. É fundamental fazer exercicios, é muito dificil conseguir os resultados que queremos só com alimentação e de mais a mais, o exercicio acelera demais o metabolismo.

15 – Outras ervas:
Hibisco : Desentoxica
Cavalinha : Desentoxica
Dente-de-leão : Diurético
Chá Verde :Melhora a digestão
Chá branco : Melhora a digestão
Canela : Melhora o metabolismo
Gengibre : Melhora o metabolismo
Oliveira : Exercícios abdominais em forma de chá.
Centella asiática : Elimina a celulite
Erva doce : Controla a ansiedade
Carqueja : Turbina qualquer dieta
Tília : Acaba com a fome
Garcínia : Acaba com a fome

A melhor forma de tomar estes chás é no sistema de revezamento para não deixar o organismo se acostumar. A garcínia resolve a fome intensa, deve ser de uso diário, sempre às 11 horas para poder comer pouco no almoço. Para o metabolismo, junte ½ colher de chá de canela e ½ de gengibre (meio a meio) em 250 ml de água fervente. O chá de oliveira é muito bom para tomar à noite. O hibisco e a cavalinha pode fazer meio a meio. O chá verde e o Chá branco use também meio a meio. Erva doce pode ser tomada ao longo do dia, faça 01 colher de sobremesa do chá em 500 ml de água fervente e vá tomando, como se fosse cafezezinho… aos pouquinhos. Carqueja é amarga, mas excelente para ser tomada bem quente após o almoço. A Tília pode ser usada nos ataque mais suaves de fome.

Se precisar adquirir este chás, cada um custa hoje 15.04.13 R$ 13,90 o pacotinho que dá para fazer 14 chás. Mande e-mail com seu endereço e CEP e a quantidade de cada um que você deseja para: [email protected] é a forma mais fácil e rápida de comprar. Ou, se tiver tempo, digite cada um na busca do site e efetue a compra.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *