Publicado em

Hortaliças: Batata doce e Berinjela

Indicações terapêuticas A batata doce é indicada no tratamento de cegueira noturna, da seborréia do couro cabeludo e em infecções das vias respiratórias. Pelo seu conteúdo de betacaroteno, previne doenças cardíacas, derrame e diversos cânceres a vitamina a é indispensável à vista, conserva a saúde da pele, auxilia o crescimento e evita infecções. As vitaminas do complexo b (b1 e b5) evitam problemas de pele e ajudam na regularização do sistema nervoso e do aparelho digestivo. Os minerais, por sua vez, contribuem para a formação dos ossos, dentes e sangue.

 

BATATA DOCE

Origem → nasceu na américa do sul e foi levada para a áfrica pelos portugueses

Características → tem a casca (ou pele) avermelhada, podendo ser violeta ou parda; a polpa tem sabor açucarado, farinhenta, com variação de cores, podendo ser amarelo-alaranjada, rosa ou violeta. É a 4ª hortaliça mais consumida no brasil.

Tipos → há vários tipos, mas as mais comuns e saborosas são: virgínia (que tem a polpa amarelada) e málaga (com a polpa rosada).

Composição → idêntica a da batata comum (ou inglesa), já vista anteriormente, porém com maior teor de betacaroteno (provitamina a) – 7 mil unidades, contra 40 da batata comum; – carboidratos; – sais minerais (ferro, cálcio, fósforo, potássio) . As folhas contêm: betacaroteno, vitamina c e vitaminas do complexo b.

Valor energético 100 gramas de batata doce cozida, fornecem 120 calorias.

Modo de preparar → cozinha-se com a pele (ou casca), em panela com tampa, a fim de aproveitar ao máximo os nutrientes; outra forma altamente válida de preparo, é através do processo do vapor.

Modo de consumir → identicamente à batata comum, pode-se consumir esse legume de várias maneiras, seja em forma de purê, suflê, creme, no forno e de uma série de outras maneiras, conforme a criatividade culinária de cada um. As folhas, com alto valor nutritivo, na maioria das vezes, são desprezadas pelos consumidores, mas podem e devem ser consumidas como as outras verduras.

Modo de guardar → da mesma forma que as outras batatas, esta também deve ser armazenada em local arejado e seco, podendo resistir por cerca de 15 dias.

Indicações terapêuticas → é indicada no tratamento de cegueira noturna, da seborréia do couro cabeludo e em infecções das vias respiratórias. Pelo seu conteúdo de betacaroteno, previne doenças cardíacas, derrame e diversos cânceres a vitamina a é indispensável à vista, conserva a saúde da pele, auxilia o crescimento e evita infecções. As vitaminas do complexo b (b1 e b5) evitam problemas de pele e ajudam na regularização do sistema nervoso e do aparelho digestivo. Os minerais, por sua vez, contribuem para a formação dos ossos, dentes e sangue.

BERINJELA

Origem originária da índia e da china, é cultivada na ásia, desde a antigüidade; atualmente é plantada em todo o mundo. É da mesma família botânica do pimentão, do jiló, do tomate e da batata.

Composição em 100 gramas, encontramos:

•· 1,2g de fibras; 3,90g de glicídios; 1 g de proteínas; 17 mg de cálcio; 29 mg de fósforo; 0,4 mg de ferro; 38,2 mg de sódio; 112, 7 mg de potássio – além de: – carboidratos; – vitaminas a, b1, b2, b3, b5 (niacina) e c; – cobre; – enxofre; – magnésio

Valor energético 100g de berinjela: – crua, fornecem 23 calorias; – ensopada: 69 calorias; – frita: 218 calorias.

Modo de comprar os meses melhores para comprar são os de dezembro a julho. A preferência deve ser para as peças firmes, mas macias, de cor roxa escura, uniforme, lisa e lustrosa ou brilhante – as enrugadas e murchas têm sabor amargo.

Modo de preparo → deve-se prepará-la com a casca, para melhor aproveitamento dos nutrientes, porém, não é aconselhável colocar as berinjelas numa vasilha com água e sal, porque alterará o sabor, além de provocar a perda de algumas propriedades nutritivas. Deve-se lavar bastante, em água corrente, retirando os cabinhos. Em seguida, conforme a receita indicar, corte-os com ou sem casca. Se for descascar e cortar em pedaços, não esqueça de que a polpa pode escurecer muito rápido. Para contornar essa situação, convém usar imediatamente ou, se não usar logo, deixe numa vasilha com água.

Modo de consumir → há várias maneiras saborosas e saudáveis de aproveitar todo o potencial dessa hortaliça, que tem poucas calorias e é muito usada em pratos vegetarianos, podendo ser das seguintes maneiras, como sugestão: frita à milanesa; ao forno; ensopada; recheada; em salada; em omeletes; no vapor – salpique sal antes;combinada com queijo ou outro laticínio;purê; doce; pão; ao molho; gratinada; em conserva; gâteau.

Obs.: cuidado: é uma hortaliça que absorve muita gordura durante o cozimento, cerca de quatro vezes mais do que a batata frita.

Modo de guardar → por ser muito frágil, não se pode guardar durante muito tempo na geladeira – no máximo 2 semanas, desde que acondicionada em um saco plástico; fora da geladeira, dura, apenas 2 dias, em média. É conveniente manter o cabo ou pedúnculo até o momento de preparar para o consumo.

Modo de congelar lavar bem e cortar em pequenos pedaços (fatias ou cubos); em seguida, colocar numa vasilha com água fervente, durante cerca de 5 minutos – se for no vapor, bastam 3 minutos; no forno de microondas, durante 4 minutos. Mergulhar a berinjela numa vasilha com cubos de gelo, durante cerca de 10 minutos, depois, retirar a água, escorrer e enxugar em papel absorvente; em seguida, colocar numa vasilha aberta e levar ao congelador. O passo seguinte é retirar da vasilha e colocar dentro de sacos plásticos especiais, tomando cuidado para que não fiquem bolhas de ar no seu interior. Dessa maneira, pode deixar no congelador ou freezer durante, pelo menos, 8 meses. Para descongelar, use água fervente com sal, mas se for fritar a berinjela, basta descongelar na temperatura ambiente.

Indicações terapêuticas

•· Diminui o colesterol, controla os níveis de triglicerídeos e reduz a ação das gorduras sobre o fígado, ação comprovada cientificamente e amplamente divulgada;

O suco da berinjela é usado nas inflamações dos rins, bexiga e uretra, funcionando como um poderoso diurético; seu uso regular protege a pele e ajuda a regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo, devido à ação da niacina (vitamina b5); é indicada para auxiliar o tratamento de artrite, gota, reumatismo, diabetes; tem poder laxante, indicada, portanto, nos casos de prisão de ventre; combate a asma e a bronquite; é estimulante do fígado e pâncreas; indicada para quem quer emagrecer, por ter um bom nível de vitaminas a, b1, b2, b5 e c, além de potássio, cálcio e magnésio, como já foi dito; combate as verrugas, esfregando-se o seu suco, várias vezes ao dia.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe um comentário ou resposta...