Publicado em

Fibromialgia: Fitoterapia e Nosodioterapia

A família tem grande importância no tratamento, pois ela precisa apoiar o cliente na busca de uma vida melhor e sem dor. É preciso que os mais próximos entendam que a fibromialgia consiste em rigidez e dor, que costumam desenvolver-se de forma gradual. Na síndrome de fibromialgia primária, o sintoma é habitualmente a dor e na fibromialgia confinada a uma zona específica, esta pode ser mais súbita e aguda.

Em ambas, a dor costuma piorar com o cansaço, o esforço ou a sobrecarga muscular. Umas zonas específicas podem doer ao serem pressionadas. Pode aparecer rigidez e espasmo muscular. Embora nenhum tecido fibroso ou muscular seja afetado, são especialmente propensos à dor os músculos do pescoço, dos ombros, do tórax, da zona lombar e das coxas.

Na síndrome de fibromialgia primária, a dor pode surgir em todo o corpo, inclusive com sintomas gerais como um sono não reparador, ansiedade, depressão, cansaço e a síndrome do cólon irritável.

PRINCIPAIS PONTOS DE DOR

A fibromialgia, doença identificada apenas nas últimas décadas, caracteriza-se por dor crônica que migra pelo corpo e manifesta-se predominantemente em um de seus lados, embora o outro também seja sensível.

São nove os pontos fundamentais de cada lado, portanto 18 no total, em que a dor pode instalar-se.

1) na região subocciptal (atrás da cabeça);

2) no músculo trapézio (em cima do ombro e nas costas);

3) na região supraespinal;

4) na altura das vértebras cervicais;

5) na articulação condrocostal, onde a segunda costela se insere no osso esterno;

6) no joelho, especialmente na parte de trás do joelho;

7) no trocanter, área onde o fêmur se encaixa na bacia;

8) na região glútea;

9) do lado do cotovelo.

Em 90% dos casos, a doença atinge as mulheres o que de certa forma confundiu o diagnóstico, uma vez que se atribuía a dor à somatização de possíveis problemas psicológicos. Hoje, se sabe que a fibromialgia é uma doença relacionada com o funcionamento do sistema nervoso central e o mecanismo de supressão da dor. Além da dor, ela provoca outros sintomas como fadiga, falta de disposição e alterações do sono.

CARACTERISTICAS E FREQUÊNCIA DA DOENÇA

Estudos internacionais sugerem que a fibromialgia acomete de 7% a 9% da população, especialmente as mulheres na faixa dos 35 aos 50 anos, mas pode também aparecer na adolescência.

AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

Dor, cansaço, falta de energia e disposição para realizar atividades rotineiras são os principais sintomas. Muitos clientes se referem, também, à cefaleia (dor de cabeça), funcionamento inadequado do intestino (cólon irritável), sensibilidade durante a micção (síndrome da bexiga irritável) e ao sono pouco reparador, o que faz as pessoas já levantarem cansadas.

IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO

Existem nove pontos em cada lado do corpo em que a dor pode instalar-se. Como isso ocorre?

Normalmente, a dor da fibromialgia aparece num ponto determinado. A pessoa se queixa, por exemplo, de dor no braço e o médico suspeita de tendinite ou LER (lesões por esforços repetitivos). No outro dia, ela reaparece no ombro ou nas regiões lombar e cervical. É uma dor migratória que, na ausência de diagnóstico e de sugestão adequada, pode espalhar-se por todo o corpo.

LER

LER (lesões por esforços repetitivos), ou DOT (distúrbios osseomusculares relacionados ao trabalho), é uma doença bastante comum atualmente. Estima-se que, em São Paulo, de 5% a 8% dos trabalhadores apresentem dor no braço ou na região cervical como consequência de suas atividades profissionais. No Hospital das Clínicas, mais ou menos 30% das pessoas com tendinite provocada pela repetição contínua de certos movimentos, sofrem também de fibromialgia e isso causa diagnósticos e sugestões equivocados.

Não se sabe ainda explicar, porém, se a falta de sugestão adequada faz com que essa dor de início localizada se irradie por todo o corpo. O que se sabe é que nessas pessoas o sistema supressor da dor, que coordena a relação entre dor e analgesia, não funciona direito.

DOR TÍPICA DA FIBROMIALGIA

Dor no braço ou nas costas que persiste por alguns dias quando se digita no computador por mais tempo, repetição dos movimentos, pode indicar que se trata de fibromialgia, mas sabe-se que 70% a 80% das pessoas já sentiram, em algum momento, dor nas costas. Essas dores, no entanto, são benignas, ou melhor: não são malignas, e costumam melhorar espontaneamente, sem sugestão. As dores da fibromialgia duram pelo menos três meses e, em geral, não apresentam resposta satisfatória aas sugestões clássicos com analgésicos, anti-inflamatórios e fisioterapia. Por isso, quando a dor for crônica, é importante procurar um especialista para diagnóstico preciso e indicação de sugestão adequado.

Nos Estados Unidos, até aproximadamente quatro anos atrás, apenas 25% dos profissionais reconheciam a existência de fibromialgia. No Brasil, a tendência maior tem sido atribuir a causa dessa dor a fatores de ordem psicológica ou familiar. Assim, é comum receber clientes cuidados sem sucesso durante cinco ou seis anos e aos quais foi indicado consultar um psicólogo ou psiquiatra.

OUTROS SINTOMAS DA FIBROMIALGIA

A dor é apenas um sintoma e é preciso descobrir suas possíveis causas. Se a pessoa se posiciona mal diante da escrivaninha ou do computador, usa travesseiros inadequados, ou dorme de mau jeito, pode sentir dores no pescoço ou nas costas que tendem a desaparecer quando eliminados os fatores desencadeantes. No entanto, se a dor não melhora ou melhora pouco, é recidivante e não responde de maneira satisfatória aas sugestões convencionais, deve-se levantar a possibilidade de um caso de fibromialgia.

Outro indício da doença é existirem, quase sempre, vários pontos dolorosos. Algumas vezes, a dor predomina numa região, mas podem doer todos os músculos do corpo. No exame clínico, o paciente só não se queixa de dor na testa; o resto dói tudo. Além desses, a presença de sintomas como cansaço, falta de energia e ausência de sono reparador deve ser levada em conta para o diagnóstico da doença.

ESPECIFICIDADE DO EXAME CLÍNICO

O primeiro passo é fazer um exame físico e neurológico para afastar a possibilidade de algumas miopatias, problemas neurológicos que podem induzir cansaço e fraqueza muscular. Depois, é feita uma avaliação das estruturas musculares, ósseas e dos ligamentos. Esses exames são fundamentais para descartar outras doenças. Por fim, apalpam-se os 18 pontos dolorosos já mencionados para fechar o diagnóstico. Alguns autores defendem que, havendo de nove a onze pontos dolorosos, a doença está caracterizada.

MULHERES SÃO MAIS VULNERÁVEIS

São várias as razões. O sistema nervoso das mulheres produz menos serotonina e por isso elas também estão mais propensas à depressão. Além disso, por questões hormonais, durante a tensão pré-menstrual, tudo fica mais sensível na mulher. Outro fator repousa na dupla jornada de trabalho feminina. Hoje, as mulheres trabalham fora, mas continuam responsáveis pela execução de tarefas dentro de casa. Sobrecarregadas, pouco tempo lhes sobra para o repouso, o que facilita a incidência maior de dor pelo corpo. Cefaléia e dor nas costas, assim como as manifestações psicossomáticas, também são mais comuns entre as mulheres. Todos esses fatores somados justificam a maior incidência de fibromialgia entre elas.

PROCESSAMENTO INADEQUADO DOS ESTÍMULOS AMBIENTAIS

A fibromialgia não provoca apenas dores musculares. Há alterações de sono e no funcionamento dos intestinos, por exemplo. Essas alterações associadas à dor muscular não estão necessariamente sempre presentes, mas entre 50% e 80% dos casos algumas dessas queixas estão associadas à dor muscular. Na verdade, essas alterações sugerem que não está havendo um processamento adequado dos estímulos dolorosos que vêm do ambiente. A dor piora se vai chover ou faz frio e o estresse também aumenta a vulnerabilidade à dor.

DOR E SONO NA FIBROMIALGIA

Existe uma relação muito próxima entre dor e falta de sono, uma vez que ela é uma das principais causas da alteração do sono e que quem dorme mal fica mais susceptível à dor.

LIMIAR MAIS BAIXO DA DOR

O mecanismo da dor é absolutamente necessário à sobrevivência e evoluiu para que ela impeça agressões ao funcionamento do corpo. Os doentes com fibromialgia têm um limiar mais baixo de dor. Numa pessoa saudável, por exemplo, não geraria desconforto na região lombar ficar sentada por algum tempo numa postura errada, porque o sistema supressor de dor funciona a contento usando endorfinas e a serotonina produzidas pelo organismo.

Para as pessoas com fibromialgia, esses estímulos são processados de forma diferente e, em geral, resultam em dor. Além de o limiar ser mais baixo, o sistema supressor de dor funciona menos.

Sabe-se, atualmente, que nas mulheres existe uma predisposição genética familiar não verificada nos homens. Mulheres com fibromialgia, se pesquisarem em suas famílias, descobrirão parentes próximos com queixas semelhantes de dor pelo corpo. A soma desses fatores é responsável pelos quadros de dor crônica.

POSSIBILIDADES DE TRATAMENTO

Pessoas com fibromialgia possuem mecanismo do estímulo nervoso alterado e percepção em certas áreas do sistema nervoso central também alterada. Prescrever apenas analgésicos não é o suficiente. O sugestão precisa antidepressivos em doses menores do que as indicadas para a depressão, uma vez que os neurotransmissores da dor e da depressão no sistema nervoso são muito similares ou, às vezes, os mesmos. Quando se receitam esses medicamentos, os clientes precisam ser informados de suas propriedades específicas para garantir a adesão ao tratamento. Nós indicamos o Floral Essencial Depressin por atender perfeitamente as necessidades.

ASSOCIAÇÃO DE MEDICAMENTOS

Isoladamente, os anti-inflamatórios alopatas, cujo uso contínuo acaba apresentando efeitos colaterais indesejáveis não resolvem o problema da dor. Com o uso exclusivo de anti-inflamatórios alopatas, a dor melhora por uns tempos, mas torna a aparecer.

No tratamento da fibromialgia, medicação alopata ajuda, mas não é o suficiente, a Fitoterapia e a Nosodioterapia têm sido a grande arma no tratamento desta doença.

É importante trabalhar com o lado físico e psicológico do paciente. Por isso, um antidepressivo como o Floral Essencial Depressin representa uma primeira e conveniente opção. Associado ao Floral Essencial Fibromin e ao Floral Essencial Antiflan diminuem os sintomas da dor e iniciam verdadeiramente um sugestão eficaz, principalmente se for feito em conjunto com a Nosodioterapia, introduzindo o Constitucional de Bach Já que é ele que prepara o organismo para a entrada dos nosódios. Daí os nosódios só poderem ser tomados 24 horas a partir da toma do 1º Bach. O Bach é numerado de acordo com a forma física e traços característicos da personalidade do cliente, a numeração vai de 01 a 10 e depende da idade, peso e altura da pessoa; o Nosódio Muscular : É utilizado nos casos de dores musculares, câimbras, fibromialgia, trauma e demais doenças musculares. E também o Mio Nosódio – Drenador : É utilizado para drenar musculares (dores, traumas, câimbras, fibromialgia).

Veja, portanto que clientes com fibromialgia ou dores crônicas requerem abordagem múltipla para que o tratamento apresente resultados mais eficientes.

Nos casos de espasmos ou tensão muscular, por exemplo, há necessidade de uma sugestão específica. Massagens e acupuntura podem ser métodos interessantes, só que não adianta tornar os pontos dolorosos inativos se não forem feitos exercícios de alongamento e para corrigir a postura.

No tratamento para vencer a fibromialgia, há necessidade do uso do Floral Essencial Polineurin que é um fitoterápico composto de ervas para aliviar os sintomas da polineuropatia crônica que vem sendo usado com muito sucesso na fibromialgia, devido à eficácia no controle das dores que é o sintoma principal, das câimbras, da sensação de umidade nos pés e da dormência.

ATIVIDADES FÍSICAS

Posteriormente, deve ser indicado ainda um programa de condicionamento físico. A medicação natural precisa estar associada a atividades físicas permanentes.

SONO

É também importante estar atento às alterações de sono desses clientes. O Floral Essencial Mulungú tem a vantagem de regular os períodos de sono e pode ser tomados à noite porque contribuem para o relaxamento muscular e ajudam a dormir.

EXECÍCIOS FÍSICOS E ACUPUNTURA

De maneira geral, os exercícios de relaxamento e alongamento são muito importantes, como é importante orientar a postura no trabalho, em repouso, nas atividades de lazer e o condicionamento físico para fortalecer o sistema cardiovascular. Carregar pesos costuma piorar a dor. Vencida a fase dolorosa, o bom é praticar ioga, hidroginástica, caminhadas, pilates, dança e o bom é que os clientes saem com a cabeça mais leve e o corpo mais relaxado.

ACUPUNTURA E FIBROMIALGIA

A acupuntura estimula o sistema supressor da dor. Alguns clientes com fibromialgia, porém, precisam receber um número menor de agulhas, porque são mais sensíveis à dor das picadas.

CONTROLE E REMISSÃO DA DOENÇA

O mais importante nessa doença é fazer o diagnóstico. Saber o que tem deixa a pessoa mais tranquila, pois é complicado sentir dores sem nenhuma causa aparente. Como a mídia tem cuidado frequentemente do assunto, alguns clientes se diagnosticam corretamente antes de ir ao médico. Todavia, eles precisam saber que têm uma disfunção de regulação da dor provocada por distúrbios físicos e psicológicos, e precisam aprender a lidar com ela visando à melhora de sua qualidade de vida. Precisam conhecer a proposta de sugestão que inclui medicação e atendimento psicológico e emocional.

POSSIBILIDADE DE CURA

A fibromialgia não é necessariamente uma doença crônica. É como o diabetes e a hipertensão arterial para os quais existe controle dos sintomas. Já foram registrados casos em que houve uma exacerbação da enfermidade por causa de um episódio de estresse agudo e a fibromialgia piorou. A vida corria tranquila, mas algo aconteceu, quebrou o equilíbrio e veio a crise. Por outro lado, há clientes que conseguiram a cura seguindo corretamente o tratamento. Essa remissão, porém, não será definitiva se não houver a correção dos fatores desencadeantes.

Há clientes que conseguem controlar os fatores que desencadeiam a dor e os que a suprimem podem necessitar de pequena dose de antidepressivos (Floral Essencial Depressin) só para estimular o sistema supressor. Aqueles que conseguem manter o equilíbrio com outras atividades podem prescindir de outro tipo de antidepressivo.

EPISÓDIOS AGUDOS

É importante lembrar que episódios agudos podem ocorrer esporadicamente, mas isso não significa que tenha havido uma recaída séria. Às vezes, basta corrigir o fator que desencadeou o processo para que o equilíbrio seja retomado.

REPERCUSSÕES PSICOLÓGICAS

Dores diárias, constantes, acompanhadas de cansaço, mau funcionamento do intestino, sono irregular podem ter repercussões psicológicas sérias e deixar o cliente com péssima qualidade de vida, mau humorado, estressado, nervoso, agitado… É preciso que o tratamento seja na área física, mental e psicológica.

A família tem grande importância no tratamento, pois ela precisa apoiar o cliente na busca de uma vida melhor e sem dor.

TRATAMENTO FITOTERÁPICO

As plantas medicinais do cerrado mais indicadas para o tratamento da fibromialgia, são Cipó de Junco; Santa Branca, Valeriana, Arnica, Calêndula, Erva Baleeira, Garra do diabo, Gengibre, Ginkgo biloba, Graviola, Cipó Mil Homens, Unha de Gato, Uxi Amarelo, Sucupira, Erva Andorinha.

TROFOTERAPIA:

Vitamina D: Em alguns casos observou-se que indivíduos com fibromialgia possuem carência de vitamina D que manifesta-se causando osteoporose, dor de cabeça e enxaquecas e por isso aconselha-se um aumento do consumo de alimentos que contém vitamina D como atum, gema de ovo, alimentos enriquecidos com vitamina D e sardinha enlatada.

Magnésio: A concentração de magnésio também encontra-se frequentemente diminuída nestes pacientes, mas ele é importante para a saúde pois é utilizado no transporte de energia pelo corpo e ajuda a controlar melhor a dor. Alguns alimentos ricos em magnésio são: banana, abacate, semente de girassol, leite, granola e aveia.

NOSODIOTERAPIA: Tratamento de 01 ano

Constitucional de Bach Nº ___ Adquira 01 frasco a cada 03 meses. O 1º é tomado em jejum 24 horas antes de iniciar o tratamento com os Nosódios. (envie-nos informações sobre a sua idade, peso e altura para que possamos determinar). Agende os outros e não esqueça de adquirir bem antes para que dê tempo de chegar.

05 frascos de Nosódio Muscular: 05 gotas manhã e noite. Iniciar o tratamento 24 horas depois que tiver tomado o Bach. Dê um espaço de 15 a 20 minutos entre um nosódio e outro.

05 frascos de Mio Nosódio: 05 gotas manhã e noite. Iniciar o tratamento 24 horas depois que tiver tomado o Bach. Dê um espaço de 15 a 20 minutos entre um nosódio e outro.

Parte superior do formulário

PRODUTOS NATURAIS:

02 Caixas de Dolomita – Modo de usar: 01 colher de chá sobre os alimentos em 01 refeição/dia. Pode ser na vitamina ou sobre o feijão ou no pão. É difícil de misturá-la em água, mas é fácil se for misturada no mel. Uma colhe de sopa de mel é o suficiente.

FITOTERAPIA:

Chás para fibromialgia: Ginkgo-biloba erva de São João, Cipó de Junco, Santa Branca, e também Valeriana, Arnica, Calêndula, Erva Baleeira, Garra do diabo, Gengibre, Ginkgo biloba, Graviola, Cipó Mil Homens, Unha de Gato, Uxi Amarelo, Sucupira, Erva Andorinha.

Use chás de forma complementar, lembrando de diversificar. Exemplo:

Chá de erva de São João, esta erva possui propriedades relaxantes, diminuindo assim as dores da fibromialgia, sendo por isso outro excelente remédio natural para fibromialgia.

Modo de usar: Coloque uma colher de sopa da erva em pó numa garrafa térmica de 01 litro. Complete com água fervente (bobulhante) e tampe. Só tome a primeira xícara depois de 15minutos. Pode tomar uma xícara de chá 03 X no dia ou ir tomando xícaras de cafezinho ao longo do dia. Beba morninho. Esta quantidade dá para tomar de 4 a 5 xícaras do chá da erva no dia em que estiver com muitas dores no intervalos de seis a oito horas, pois o chá irá agir como um relaxante muscular e aliviar as dores causadas pela fibromialgia. Doses menores ao longo do dia também previnem o aparecimento de dores musculares.

Suco de couve para fibromialgia

1 copo de suco puro de laranja + 2 folhas de couve: Não adoçar

Modo de Fazer:

Bater muito bem todos os ingredientes no liquidificador e tomar a seguir, sem coar. Recomenda-se tomar este suco 2 vezes ao dia, 1 em jejum e outra ao final da tarde. Varie o sabor do suco, batendo a couve com outras frutas como abacaxi, limão ou maçã… Ou outra de sua preferência. Consumir a couve sempre crua.

A couve é rica em cálcio, ferro e fósforo e nas vitaminas A, B e C que ajudam a tonificar os músculos, fortalecer os ossos, melhorar a circulação sanguínea, aumentar a energia e desintoxicar o organismo, sendo excelente para diminuir as dores provocadas pela fibromialgia. Este remédio caseiro deve ser tomado diariamente e em aproximadamente 1 mês, o indivíduo já se sentirá melhor. Mantenha o suco em sua vida, pois há outros benefícios como melhora da qualidade do sangue, da anemia, da imunidade.

Se trabalhar fora, leve a couve do suco da tarde picadinha e numa lanchonete peça para baterem com o suco de laranja.

Tratamento de 03 a 06 meses – Medicação abaixo para 40 dias

05 Frascos de Floral Essencial Essencial Canela de velho – Modo de Usar: 30 gotas em 200 ml de água 03 X dia: 07 – 14 e 21 horas.

05 Frascos de Floral Essencial Essencial Fibromin – Modo de Usar: 30 gotas em 200 ml de água 03 X dia: 07:30 – 14:30 e 21:30 horas.

05 Frascos de Floral Essencial Essencial Ginkgo-biloba: Modo de Usar: 30 gotas em 200 ml de água 02 X dia: 06 – 18 horas. Melhora a circulação e retira metabólitos, trazendo sensação de alívio das dores da fibromialgia.

03 Frascos de Floral Essencial Essencial Revitalorg S/E: Modo de Usar: 30 gotas em 200 ml de água 01 X dia: 08 horas

Parte inferior do formulário

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Um comentário sobre “Fibromialgia: Fitoterapia e Nosodioterapia

  1. OI OBRIGADA TENHO FIBRMIALGIA E AMEI AMEI MSMO TUDO BEM EXPLICADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *