Publicado em

Dieta X Louça e Mastigação

Pode parecer mentira, mas é a mais pura verdade. Se você servir-se de uma porção reduzida de alimentos, própria de quem está de dieta, mas num prato enorme, seu cérebro não ficará nada satisfeito, pois está acostumado a associar um estado de saciedade com um prato cheio de alimentos, com uma caneca grande de café com leite ou com um copo enorme de suco ou vitamina.

Se você acha aqueles copos enormes e coloridos super descolados e pratos com uma circunferência gigante um luxo, saiba que eles podem estar prejudicando a sua dieta, o tamanho da louça que você usa pode lhe estimular a servir-se de porções maiores e comê-las sem perceber que estão maiores que o normal.

O grande truque é servir-se de porções pequenas em pratos, copos, xícaras pequenas. Eles parecerão estar abarrotados de comida, se você ainda mastigar bem os alimentos, levando vinte minutinhos nesta prática tão saudável, aí sim o cérebro além de associar prato, copo ou xícara cheios com saciedade ainda vai receber o comando do estômago de que está saciado, pois você passou vinte minutos se alimentando. Esses na verdade são os dois grandes truques para emagrecer: Quantidade de alimento menor – louça menor e paciência na mastigação.

Trocas Inteligentes:

Pratos: Troque os pratos de 30 cm ou mais por pires de no máximo 15cm, a princípio parece loucura fazer refeições em um pires mas estudos da Universidade Cornell nos Estados Unidos garantem que pessoas que comeram um sanduíche em um pires acreditam que comeram cerca de 18% calorias a mais e por isso sentiram-se mais satisfeitas que quem comeu o mesmo sanduíche num prato de 30 cm que aparentava menos cheio.

Copos: Prefira copos altos e estreitos, o Journal of Consumer Research mostra que adultos tendem a encher 19% a mais copos curtos e largos, a explicação está no fato de que nosso cérebro imagina que copos baixos parecem menores e por isso menos cheios. Outra dica é saber exatamente a capacidade de seus copos, quantos ml cabem ali, 200? 240? Escolha copos com capacidade para até 200 ml.

Tigelas: Se você tem costume de tomar seu cereal matinal em uma tigela, confira a capacidade dela, muitas tem mais de 300 ml, prefira usar uma xícara de 240 ml no máximo para comer coisas de fácil ingestão como o seu cereal e sorvete, mesmo que você fique tentado a repetir o dobro da xícara será menos danoso que o dobro da tigela. Reserve as tigelas para saladas e sopas que você poderá tomar sem medo de estar ingerindo uma avalanche de calorias sem perceber.

Colheres: Use colheres de sobremesa e de chá para servir-se mesmo que seja necessário pegar a comida várias vezes da travessa para o prato até obter a quantidade desejada, só esse movimento já enganará seu cérebro o suficiente, ele entenderá que você colocou muita comida mesmo você tendo servido uma porção normal.

Garfos: Menores para que as porções levadas à boca sejam menores o que aumentará o número de vezes que levará alimento à boca

Louças: O International Journal of Obesity descobriu que mulheres servem-se 71% a mais de recipientes transparentes do que dos recipientes foscos que impediam de visualizar todo o conteúdo, eles também descobriram que adultos comem 56% a mais quando se servem de travessas grandes. Nesse caso o que você precisa fazer para se beneficiar da ilusão de ótica que a louça exerce sobre a comida e nossas escolhas é servir refeições em travessas pequenas e foscas.

Nota: Somos todos animais e assim sendo, somos educáveis e treináveis, sem distinção.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe um comentário ou resposta...