Publicado em

Depressão? O que é?

Recebi de uma cliente um e-mail falando sobre a depressão, digitou de forma que me tocou profundamente. A tristeza, o desamparo e a dor podiam ser sentidos em suas frases bem construídas. Lamentava ter perdido o contato com os amigos, que vendo a doença se arrastando foram perdendo a constância nas visitas até sumirem. O marido, aquele traste (digo eu) deixou-a só com o último aluguel por pagar e sumiu no mundo. Ela diz que o pior é que as pessoas não entendem que a pessoa sabe que deve sair, ver outras pessoas, ir a cinema, parque, bibliotecas… Mas não dá. O raciocínio diz: Vá. O corpo diz: Não, eu quero deitar!

Essa é a guerra que o deprimido luta todos os dias. A tristeza inicia quando abre os olhos e vê que o dia já está ali, para ser vivido… Não por ele, que tem vontade de chorar e tentar fechando os olhos segurar o tico de noite que não restou.

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado.

Causas

A depressão é uma doença. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.

Ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência (número de casos numa população) da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida.

Sintomas de Depressão

· Humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia

· Desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas

· Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis

· Desinteresse, falta de motivação e apatia

· Falta de vontade e indecisão

· Sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio

· Pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa autoestima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte.

Reconhecendo os Sintomas

· A pessoa pode desejar morrer, planejar uma forma de morrer ou tentar suicídio

· Interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom “cinzento” para si, os outros e o seu mundo

· Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento

· Diminuição do desempenho sexual (pode até manter atividade sexual, mas sem a conotação prazerosa habitual) e da libido

· Perda ou aumento do apetite e do peso

· Insônia (dificuldade de conciliar o sono, múltiplos despertares ou sensação de sono muito superficial), despertar matinal precoce (geralmente duas horas antes do horário habitual) ou, menos frequentemente, aumento do sono (dorme demais e mesmo assim fica com sono a maior parte do tempo)

· Dores e outros sintomas físicos não justificados por problemas médicos, como dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, constipação, flatulência, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outros.

Mas para tudo há um modo de melhorar, de sarar, de lutar… Vamos a eles:

Tratamento Fitoterápico:

05 frascos de Depressin: 30 gotas em 200 ml de água. 03 X dia às 08 – 14 e 20 horas. Normalmente a pessoa não precisa usar a dose das 14 horas depois do 3º dia.

03 frascos de Mulungu: 30 gotas em 200 ml de água. 01 X dia 30 minutos antes de ir deitar.

Tratamento Trofoterápico:

Folhas verdes: alimentação com consumo elevado de folhas verdes é rica em folato (importante vitamina do complexo B) que está associada a menor prevalência de sintomas depressivos. Um dos alimentos ricos em folato são as hortaliças folhosas verde-escuras (espinafre, brócolis, alface). Algumas pesquisas mostram que indivíduos deprimidos podem apresentar baixos níveis de vitamina B12, o que leva à diminuição do folato e o desequilíbrio do metabolismo dos neurotransmissores do cérebro associados ao controle do humor. O recomendado é a ingestão diária de três a cinco porções por dia.

Castanha-do-pará, nozes e amêndoas: elas são ricas em selênio, um poderoso agente antioxidantes. Elas colaboram para a melhoria dos sintomas de depressão, auxiliando na redução do estresse. As quantidades diárias recomendadas são duas a três unidades de castanha-do-pará ou cinco unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas. Mas também dá para fazer um mix saboroso dessas oleaginosas.

Ovos: Eles são uma boa fonte de tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B), que colaboram com o bom humor. O recomendado é uma unidade por dia, no máximo. Quem tem colesterol alto deve se preocupar com o consumo em excesso, e evitar, principalmente a versão frita. Mas vale a pena lembrar que é uma fonte perfeita de proteínas.

Pão nosso de cada dia: Carboidratos complexos que ajudam o organismo a absorver triptofano e estimulam a produção do neurotransmissor serotonina, que por sua vez, ajuda a reduzir as sensações de depressão. Uma alimentação pobre em carboidratos, por vários dias, pode levar a alterações de humor e depressão. Alimentos que são fontes de carboidratos além dos pães: cereais integrais (trigo, arroz). A recomendação é de 6 a 9 porções diárias.

Mingau além de excelente alimento é lembrança de uma fonte maternal, de carinho: Use aveia e centeio: os dois são ricos em vitaminas do complexo B e vitamina E, que possuem grande importância, já que melhoram o funcionamento do intestino, combatem a ansiedade e a depressão. A recomendação é de, pelo menos, três colheres de sopa cheia por dia. Podem ser utilizados juntos ou separadamente. A fonte nutricional melhora muito se uma banana for cortada no prato e consumida junto, nas colheradas. Alimentação perfeita no café da manhã. O leite de soja fica muito enriquecido neste mingau. Evite comer aveia sem cozimento.

Peixes: Outra fonte excelente de proteínas. O triptofano presente ajuda no combate da depressão e melhora o humor, pois aumenta a produção de serotonina, que exerce grande influência no estado de humor, pois é capaz de reduzir a sensação de dor, diminuir o apetite, relaxar, criar a sensação de prazer e bem-estar e até induzir e melhorar o sono. Recomendamos entre uma e duas porções por dia, principalmente de peixes como atum e salmão.

Frutas: Melancia, abacate, mamão, banana, tangerina e limão são conhecidos como agentes do bom humor. Todas estas frutas são ricas em triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina. É recomendado o consumo de três a cinco porções de frutas (diferentes) todos os dias. As laranjas e as maçãs ganham destaque porque fornecem ácido fólico, cujo consumo está associado a menor prevalência de sintomas depressivos. Além disso, por ser rica em vitamina C, a laranja promove o melhor funcionamento do sistema nervoso, garante energia, ajuda a combater o estresse e previne a fadiga. E a banana é rica em carboidrato (hidratos de carbono), potássio e magnésio. Também é fonte de vitamina B6, que produz energia. A fruta diminui a ansiedade e ajuda a ter um sono tranquilo. Tão bom também é o abacate, excelente opção antes de dormir. Consuma pouco, dividindo com os mebros da família e é uma boa hora para consumir mel, pouco também, ele estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. Para usufruir dos benefícios, duas colheres de sobremesa, ao dia, são suficientes. Um abacate de bom tamanho dá para 4 pessoas.

Iogurtes mesmo sendo de leite de vaca, é o que se pode usar sem medo de que venha a nos fazer mal. Eles são ótimas fontes de cálcio, mineral que elimina a tensão e depressão. O cálcio ajuda a reduzir e controlar o nervosismo e a irritabilidade. Ele participa também das contrações musculares, dos batimentos cardíacos e da transmissão de impulsos nervosos e regulariza a pressão arterial. É recomendado o consumo de 2 a 3 porções por dia.

Soja: ela é rica em magnésio que é o segundo mineral mais abundante no nosso organismo e desempenha um papel fundamental na energia das células. Sua deficiência pode resultar em falta de energia. O magnésio ajuda a reduzir a fadiga e aumentar os níveis de energia. Esse mineral combate o estresse porque tem propriedades tranquilizantes naturais, principalmente quando combinadas com cálcio.

Chocolate: Para alegria de quem é adepto dos prazeres do chocolate as neurociências têm oferecido boas notícias. Pesquisas realizadas nos últimos anos mostraram que o alimento ajuda a combater o estresse e a depressão. Agora, um estudo mais recente indica que a guloseima pode proteger o cérebro também contra lesões causadas por derrame. Pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, descobriram que uma substância presente apenas no chocolate amargo (não na versão tradicional ou branca) estimula um tipo de atividade celular que resguarda os neurônios dos danos causados por acidente vascular cerebral (AVC).

Tratamento Nosodioterápico:

05 Frascos do Nosódio Cerebral: É utilizado nos casos de isquemia, demência, ansiedade, depressão, trombose, distúrbios do sono, epilepsia, Alzheimer, aneurisma, hemorragias, enxaquecas e demais doenças do sistema neuro vegetativo. Modo de usar: 05 gotas em 50 ml de água manhã e noite. Dê sempre um intervalo de 15 a 20 min. de um nosódio para outro. Unidade R$ 52,00

05 Frascos do Psico Nosódio – Drenador: É utilizado para drenar sintomas mentais (ansiedade, tristeza, medo, depressão etc.). Modo de usar: 05 gotas em 50 ml de água manhã e noite. Dê sempre um intervalo de 15 a 20 min. de um nosódio para outro. Unidade R$ 52,00

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

1 – Se usar o Bach em um tratamento não precisa comprar para outro, desde que trate em conjunto só até 03 patologias. Compre apenas 01 frasco a cada 70 dias.

2 – Um frasco de Nosódio dá para 70 dias. 05 frascos de Nosódios cobrem um período de 01 ano.

3 – Não é necessário adquirir 05 nosódios de vez. Só é bom se você tiver poder aquisitivo para tanto, pois economizará no valor do frete quando a compra é fracionada.

4 – Os Nosódios tem a validade de 02 anos.

5 – O Constitucional de Bach tem a validade de 03 meses.

6 – Cada frasco de Extrato Floral dá para 10 dias se a toma for de 30 gotas 03 X dia.

7 – Cada frasco de Extrato Floral dá para 15 dias se a toma for de 30 gotas 02 X dia.

8 – Cada frasco de Extrato Floral dá para 30 dias se a toma for de 30 gotas 01 X dia.

9 – Cada pacotinho de chá da para fazer 14 chás. Dá para 4 dias e sobra o suficiente para 02 chás.

10 – Patologias: Só trate de 03 patologias de cada vez. Mais que isso dificulta uma perfeita assimilação pelo organismo. E também fica economicamente mais viável.

11 – Fitoterapia: o ideal é iniciar o tratamento pela fitoterapia que continuará após a inclusão da Nosodioterapia até o final do tratamento ou até que vença o tempo de cada tratamento fitoterápico (03 ou 06 meses).

12 – Nosodioterapia: Os nosódios só chegarão às suas mãos após aproximadamente 25 dias, pois terão que ser encomendados no laboratório e pagos através de depósito antecipado. A Nosodioterapia sempre começará por volta de 25 a 30 dias após a Fitoterapia e continuarão juntas.

13 – Pomadas: Não dá para ter ideia precisa de quantos dias 01 pomada cobrirá, pois irá depender do quanto a pessoa passa e da dimensão da área afetada.

COMO COMPRAR:

1 – Digite o nome do produto que deseja adquirir ou ler mais a respeito na BUSCA que está no alto à direita de todas as páginas deste site, e clique em BUSCAR.

2 – Você tanto pode comprar todos os indicados de uma só vez, como pode comprar apenas a quantidade para o mês. Isso dependerá de sua disponibilidade. Vale lembrar que se dividir a compra, pagará o valor do frete tantas vezes quantos pedidos fizer.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *