Publicado em Deixe um comentário

Pronto Socorro nas Mãos

Nada melhor que um exercício simples para nos ajudar a melhorar nosso estado geral. Você gastará um tempo que não fará falta no seu dia. Aproveite quando estiver sentada no banco do carona, ou quando estiver assistindo TV, deitada antes de levantar ou de dormir… Use estes minutos em benefício de sua saúde.

Envolva, suavemente, com uma mão, o dedo correspondente da mão oposta, por alguns minutos.

Dedo Polegar Dedo Polegar:
Melhora a digestão de alimentos, ideias, pensamentos e emoções; ajuda a dormir melhor e nos torna receptivos ao toque e carinho.
Preocupações e ‘ruminações mentais' desaparecem.
Ajuda estômago, baço e pâncreas.
Bloqueia uma dor de cabeça que está começando.
Dedo Indicador Dedo indicador:
Traz coragem, fortalece o desejo de viver, harmoniza a circulação dos fluidos corporais e o sistema muscular.
Dissolve o medo e as inseguranças.
Ajuda rim e bexiga.
Evita uma dor nas costas que está iniciando.
Dedo Médio

Dedo médio:
Expande o sentimento de compaixão, a lucidez mental, a criatividade;
regula a harmonia interior do corpo.
Elimina a raiva, frustrações e irritabilidade.
Ajuda fígado e vesícula biliar.
Melhora a visão e revitaliza a fadiga geral.

Dedo Anelar Dedo anular:
Promove a alegria, a esperança, o soltar do passado e o se abrir ao novo; dá vitalidade e energia ao corpo.
Afasta a tristeza, negatividade e o pesar.
Ajuda os pulmões e o intestino grosso.
Harmoniza a respiração e desconforto no ouvido.
Dedo Mínimo

Dedo mínimo:
Conecta com a intuição, aumenta a autoestima, harmoniza o sistema esquelético.
Termina com pretensão, julgamentos, comparações e esforço.
Ajuda coração e intestino delgado.
Evita uma dor de garganta que está iniciando.

Palma da Mão Centro da palma da mão:
Traz sensação de paz profunda e de unidade com o universo.
Dissolve o desânimo.
Ajuda diafragma e fluxo do umbigo.
Harmoniza corpo, mente e espírito mutuamente e com o universo.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

Suco de Abacaxi Para Prisão de Ventre

A prisão de ventre tem feito muita gente sofrer, o pior é que muitas vezes a pessoa paga com as fezes endurecidas há possibilidade de vir a sofrer também com as hemorróidas. É preciso escolher bem os alimentos que favoreçam o estar saudável do seu intestino. Esta é uma receita de suco de abacaxi muito útil para resolver problemas de constipação e intestino preso.

Ingredientes:

2 fatias grossas de abacaxi
1/2 litro de água
Açúcar a gosto
Bastante gelo

Modo de Preparo

O primeiro passo para preparar o suco de abacaxi é batê-lo no liquidificador e, em seguida, coá-lo. Feito isso, acrescente o açúcar e o gelo (caso prefira, utilize água gelada) e bata novamente.

Esta receita rende dois copos de suco.

Posologia

Tome um copo de suco uma hora antes do almoço e uma hora antes do jantar.

Obs.: Ao comprar o abacaxi, observe bem a parte de baixo. Cheire-a e se tiver um cheiro adocicado, a fruta estará madura.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

Cabelos: Tingindo de forma natural

Não agredir os cabelos e ter uma real mudança de cor parece impossível, mas não é. Não é só cascas de cebola que mudam a cor de seus cabelos, há várias ervas para isso. Ter o cabelo bonito e tarefa de todos os dias, e justamente por isso vou lhe passar algumas dicas para que você saiba como tingir o cabelo de forma natural. Estas dicas não irão mudar a cor do seu cabelo completamente, mas sim irão lhe dar algumas mechas loiras ou também, você poderá escurecer os fios brancos. Veja como tingir o cabelo de forma natural e em casa.

Tratamento para clarear o cabelo

Ingredientes:

02 colheres de suco de limão fresco
01 colher de vinagre de maçã
300 ml de água fria

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes e aplique-os diretamente sobre o seu cabelo, fazendo massagens no couro cabeludo. Deixe durante alguns minutos e depois lave até tirar por completo o cheiro a limão. Faça este sugestão a cada 2 dias. Com a exposição ao sol ou o secado artificial suas mechas loiras irão aparecer.

Tratamento para cabelos escuros

Ingredientes secos:

04 colheres de sálvia.
02 colheres de alecrim.
01 colher de sopa de chá preto.
400 ml de água fervente
01 colher de vinagre de maçã.

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes menos o vinagre numa tigela e deixe pousar durante 30 minutos. Depois peneire o conteúdo, passando-o para uma outra tigela e adicione o vinagre. Coloque esta mistura no cabelo e deixe durante 10 minutos. Enxague bem e deixe secar. O importante desta receita é fazê-la a cada 2 ou 3 dias para que os cabelos brancos não fiquem aparecendo.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

Alergia: acabe com ela!

Você sabia que algumas crianças, ao brincarem de pular na cama, podem espirrar e tossir sem parar e chegam até a ter falta de ar, precisando de cuidados médicos, muitas vezes no pronto-socorro? Não é exagero! É alergia.O que é alergia?

Alergia é uma reação do sistema imunológico (que faz a defesa do corpo) contra uma substância que normalmente é inofensiva para as pessoas que não são alérgicas. Essa substância é chamada alérgeno.Quem se torna alérgico?

Embora qualquer pessoa possa desenvolver um quadro alérgico, a probabilidade aumenta se um ou ambos os pais apresentarem algum tipo de alergia. Se tanto sua mãe quanto seu pai forem alérgicos, você terá 80% a 90% de chance de também ter alergia.A alergia é freqüente?

Sim. Aproximadamente 20% da população mundial sofrem de alguma alergia, ou seja, em cada grupo de dez pessoas, duas serão alérgicas.Quais são os tipos de alergia?

As doenças alérgicas mais freqüentes são: a asma, a rinite, as doenças alérgicas de pele, a conjuntivite, as alergias a alimentos e a picadas de insetos.Como a pessoa desenvolve a alergia?

Para desenvolver alergia é necessário ter contato com o alérgeno. Ele é uma substância estranha ao organismo e provoca uma reação do sistema imunológico, que é nosso sistema de defesa, como já foi falado. Normalmente, o sistema de defesa deveria agir apenas contra substâncias nocivas à nossa saúde, como as bactérias e os vírus, por exemplo. Porém, na pessoa alérgica, o sistema imunológico vai reconhecer substâncias inofensivas como se fossem perigosas para o corpo e acaba reagindo contra elas. Esta é a reação alérgica.Quais são os alérgenos mais freqüentes?

Os principais alérgenos aqui no Brasil são a poeira doméstica e os ácaros da poeira.
Nos países de clima temperado, como é o caso dos Estados Unidos, um alérgeno muito importante é o pólen das árvores, havendo grande piora dos sintomas alérgicos na época de polinização. No Brasil, o pólen só é importante nos estados da região sul.
Outros alérgenos importantes são: o mofo, os pêlos de animais, principalmente cão e gato e os alimentos, principalmente leite de vaca, amendoim, ovos e peixes.O que são ácaros?

Ácaros são bichinhos microscópicos, parentes distantes das aranhas, que são encontrados nas casas. Eles vivem nos colchões, travesseiros, carpetes, tapetes, cobertores, almofadas e sofás de tecidos. Eles se desenvolvem muito bem em ambientes úmidos e seu alimento favorito é a descamação da pele humana. Os ácaros eliminam as chamadas bolotas fecais (cerca de 20 por dia) e são estas partículas que provocam a reação alérgica. Essas partículas continuam causando os sintomas alérgicos mesmo que o ácaro que as produziu já tenha morrido. A fêmea do ácaro pode colocar até 25 a 50 ovos, sendo uma nova geração produzida a cada 3 semanas. Em um colchão com aproximadamente 2 anos de uso, pode-se encontrar de 100.000 a 10 milhões de ácaros em seu interior.O que fazer para eliminarmos os ácaros de casa?

É praticamente impossível eliminarmos por completo os ácaros de uma casa, mas podemos diminuir bastante o seu número se tivermos alguns cuidados, como:

  • Eliminar os depósitos de ácaros do quarto, como carpetes, tapetes, almofadas e cortinas;
  • Encapar o colchão e o travesseiro com capas próprias para diminuir o contato com os ácaros na hora de dormir;
  • Usar um edredom ao invés do cobertor;
  • Guardar os bichinhos de pelúcia e, se você dorme com um deles, deve mantê-lo limpinho sempre;
  • O quarto da criança alérgica deve ser o mais "pelado" possível, assim não acumula pó e fica bem mais fácil de limpar.

Na A Loja do Chá de Aracaju você encontra:

Asmasin – Contra asma
Riniad – Rinite adulto
Rininf – Rinite infantil
Alergin – Contra alergias Uso Interno
Micopel – Contra alergias da pele
Conjuntivin – Contra conjuntivite
Pickinset – Contra picadas de insetos.

Lembre-se de visitar: www.alojadochadearacaju.com.br para que encontre o fitoterápico perfeitamente indicado para sua necessidade

Fonte:
– Dra.Ivani Mancini, pediatra

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

O poder da gratidão

Este texto é de André Lima – www.eftbr.com.br recebi dele e resolvi postá-lo, pelas inúmeras verdades que contém. Fiz o curso de EFT – Emotional Freedom Techniques (Técnica de Libertação Emocional) – também pode ser chamada de “Acupuntura Emocional sem Agulhas”. A técnica se baseia em descobertas realizadas pelo Dr. Roger Callahan, PhD, psicólogo norte americano que também é estudioso de acupuntura e cinesiologia aplicada. Tenho utilizado EFT em meus clientes quando necessário e venho observando a extrema eficácia dele. Mas vamos ao texto de André Lima e se puder ajude na divulgação:
"Observamos no dia-a-dia, em nós mesmos e em outras pessoas, uma tendência em enxergar e valorizar as coisas negativas e deixar de lado as coisas boas que acontecem. Conheço uma pessoa que passou o final de semana em um hotel maravilhoso, estava tudo ótimo, mas… tinha um garçom que não era simpático e houve um serviço que não foi prestado satisfatoriamente. O resultado é que essa pessoa falava mais desses pequenos detalhes que não foram bem, do que dos 95% que foram uma maravilha. Ou seja, 80% da conversa eram sobre 5% dos fatores que foram negativos.
Tive uma cliente que estava em busca de um emprego para ter a sua independência financeira com relação ao marido. Ela se sentia infeliz e reclamava do quanto era difícil arranjar um trabalho. Finalmente conseguiu ser concuidada. Mas quando recebeu seu primeiro pagamento começou a se queixar que o salário era baixo, que as colegas faziam fofoca etc. Não é estranho? Ao invés de se sentir feliz por que recebeu o primeiro salário (antes não ganhava nada), ficou triste por que era pouco.
Lembro-me que eu tinha um padrão parecido com esse quando ainda tinha uma firma de engenharia. Naquela época minha vida financeira era terrível. Eu ficava desesperado querendo receber o pagamento dos clientes, porém, quando eu recebia ficava mal, pois já sentia que o pagamento não daria para fazer nada. Como não dava para pagar tudo que eu devia, era um tormento escolher quais contas seriam pagas e quais seriam adiadas e negociadas.
O padrão se manifestou de forma semelhante quando deixei a firma e me tornei terapeuta. No começo, como seria de esperar, eu tinha poucos clientes. E sempre que eu recebia um pagamento de algum atendimento que eu fazia, ao invés de ficar feliz, eu acabava ficando triste por que sabia que aquele valor não daria para ter a vida que eu queria.
Quando nos sentimos insatisfeitos com o que recebemos ou com o que já temos, as consequências negativas são muito óbvias. Deixamos de crescer, pois o desânimo tomará conta de nós, influenciando nossas ações e a tendência é que nós fiquemos estagnados. Pior ainda, se a insatisfação for muito grande chegaremos até a perder o que temos. Eu lembro o quanto esse padrão me deixava abatido nos tempos da engenharia e, certamente, me levou a criar mais problemas financeiros.
Já alguém que constantemente vê o lado o bom e se sente agradecido pelo que recebe, sente ânimo, o que vai influenciar suas ações de forma positiva, levando essa pessoa a progredir.
Observe como funciona o mecanismo da gratidão. Há uns dias atrás, levei uns abacates do quintal da minha casa para uma amiga. Ela ficou bem feliz e agradecida com este pequeno presente. Em outro momento, falando comigo ao telefone, comentou que os abacates estavam deliciosos, que todos em casa gostaram e mais uma vez agradeceu. Como ia encontrá-la novamente, imediatamente me lembrei de levar mais abacates para ela. E dessa vez foi uma sacola maior. Dá uma satisfação em dar algo para alguém que se sente grato. O fato de ela ter expressado a gratidão fez com que ela recebesse mais.
Imagine se a reação dela tivesse sido assim: “eu não gosto muito de abacate. Esses abacates são pequenos. Abacate engorda.” O que eu teria feito? Certamente não levaria mais nenhum para ela. E se ela apenas tivesse dito um “obrigado”, meio sem graça? Provavelmente eu não me lembraria de levar mais pra ela também.
Quando estou sem poder agendar novos clientes, eu costumo indicá-los para terapeutas que já foram meus alunos e que eu sei que fazem um bom trabalho com a EFT. Sabe quais são os terapeutas que eu mais me lembro para indicar? Aqueles que sempre agradecem e me mandam e-mails informando que atenderam o cliente indicado e contando o resultado que deu. Os que não agradecem, eu simplesmente acabo me esquecendo deles. É algo que ocorre naturalmente.
O mesmo acontece na relação entre você e o universo. Quando você se sente grato pelo que tem e pelas coisas que recebe, a tendência é que você receba mais e que haja uma expansão. Mas quando você reclama para a vida da sua casa, do emprego, do salário, ou seja lá o que for, a tendência é que você fique estagnado naquilo ou que até perca o que tem. O universo fica satisfeito em dar mais quando você agradece, assim como você ficaria se recebesse o agradecimento sincero de alguém.
Quando somos bebês, a nossa única forma de pedir é mostrando a nossa insatisfação. O bebê chora, ou seja, reclama que algo está incomodando e a mãe tem que dar um jeito de descobrir o que ele quer e satisfazer suas necessidades. Só que depois nós crescemos, mas acabamos por ficar presos, inconscientemente, a essa forma infantil de pedir através da reclamação.
Uma crença sabotadora é a de que se eu agradecer pelo que tenho, é como se estivesse me conformando com aquilo e, dessa forma, não vou ter nada melhor. Essa é uma visão infantil. É o bebê que chora até conseguir o que quer. O que essa crença pressupõe é que se eu reclamar bastante do que eu tenho, vou ganhar algo melhor; o que não faz o menor sentido.
Você pode se sentir grato pelo que tem e, ainda assim, pode desejar e sentir que merece algo melhor. Não há qualquer incompatibilidade. Sentir gratidão pelo que se tem neste momento vai abrir os caminhos para que você tenha coisas melhores, cada vez mais.
No trabalho com a EFT podemos limpar os sentimentos negativos que nos levam a reclamar das coisas que estão insatisfatórias na nossa vida. Isso traz aceitação e, muitas vezes, faz brotar o sentimento de gratidão. Esse é um passo importantíssimo para que a mudança de vida que a pessoa deseja venha a ocorrer. O primeiro passo é listar as coisas que estão deixando você insatisfeito, bem como as razões dessa insatisfação. Depois, é só aplicar EFT para dissolver todos os sentimentos ruins que brotaram, até eliminar completamente a sensação e se sentir em paz com aquilo."
Nota: Você entenderá melhor esse texto se já tiver lido o manual da EFT. Para receber o manual criado por mim acesse (Sem custos. Assim você poderá aprender o básico e começar a se beneficiar da técnica. Veja o artigo logo a seguir):
http://www.eftbr.com.br/manual-gratuito.asp
***********************************************

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em 4 comentários

Nosodioterapia – Atendimento Gratuito

Nosodioterapia

É o tratamento feito com Nosódios Vibracionais do IRC – Instituto Roberto Costa por todo Nosodioterapeuta credenciado pelo Instituto. O atendimento é totalmente gratuito, o custo será apenas com a aquisição dos nosódios e do valor frete determinado no site dos Correios. Veja abaixo mais informações.

Vários nosódios

Em busca de um perfeito tratamento, utilizamos os seguintes Nosódios:

– Constitucionais

– Nosódios Organoterápicos

– Nosódios Drenadores

– Boticas de Nosódios

– Nosódios Cosméticos

– Nosódios Isoterápicos

Nosódios Vibracionais

Nosódio Vibracional é um produto natural a base d’água. Os Nosódios Vibracionais não oferecem riscos de danos ao organismo ou efeitos indesejáveis. Sua ação não é química, mas física trabalhando com transferência de frequência. Os Nosódios Vibracionais obedecem aos princípios da Bioressonância usando a água como veículo terapêutico. Veja abaixo a relação completa dos tipos de Nosódios com os quais trabalhamos, todos produzidos pelo IRC – Instituto Roberto Costa – Laboratório Acquanosódio, sob a direção do Dr. Carlos Lyrio.

Orientação Importante: Não cobramos consulta em Nosodioterapia, não há porque você querer se automedicar não é? Mas… Como sempre tem aqueles que querem, colocamos mais abaixo apenas a relação completa dos Nosódios Organoterápicos, sabendo que além deles, ainda tem os:

Constitucionais: Equilibram a flora intestinal potencializando o Sistema Imunológico do paciente. Existe para cada biotipo de pessoa um Nosódio Constitucional específico. Para determinar o seu, preciso de sua idade, peso, e altura. Chamamos os Constitucionais de Bach Nº 01 ao Bach Nº 10.

– Nosódios Drenadores: Utilizados em conjunto com os Nosódios Organoterápicos para drenar os sintomas das doenças. Será determinado por nós o Nosódio Drenador que você necessita e também explicada o Modo de Usar.

– As Boticas de Nosódios – Cada uma delas compostas por 03 categorias de Nosódios. Trata alcoolismo, tabagismo, obesidade etc. Será explicada por nós a toma de qualquer uma das Boticas de Nosódios que você necessitar.

– Nosódios Cosméticos – Completam externamente várias sugestões feitos com os Nosódios Organoterápicos, de acordo com a sua patologia indicaremos, se necessário, o Nosódio Cosmético correspondente.

– Nosódios Isoterápicos – São especiais para serem utilizados em casos de dengue, gripe, molusco, piolho e verminose. Eles complementam o tratamento feito com alguns Nosódios Organoterápicos. De acordo com a sua necessidade indicaremos o Nosódio Isoterápico correspondente à sua necessidade.

Nosodioterapia Vibracional é uma terapêutica nova para muitos. Como Nosodioterapeuta atuante, estou dando uma pincelada sobre o que são os Nosódios, sua origem, sua ação no organismo, etc.
Nosódio só é vendido pelo Instituto Roberto Costa a Nosodioterapeuta, como no nosso caso, que podemos determinar pela consulta, qual ou quais são os mais indicados para cada caso e a forma correta de administrá-los.

Como adquirir Nosódios:

1 – Se você já fez uma consulta com Nosodioterapeuta e já sabe quais são os Nosódio Vibracionais e o Constitucional de Bach que necessita, como tomar de forma correta e quantos frascos de cada serão necessários, basta usar a busca do site digitando o nome do nosódio que quer comprar, assim que aparecer a página com o resultado da busca, clique no nome do produto para acessar a página de compra.
Importante: Caso queira comprar mais de um produto, estando no carrinho de compras, basta clicar em continuar comprando para buscar outros produtos que queira comprar.

2 – Se você não fez consulta com Nosodioterapeuta:
Clique aqui e informe seu nome, e-mail, telefone, assunto (digite “nosódios”) e na mensagem especifique qual seu(s) problema(s) de saúde, idade, peso, altura e sexo.

ATENÇÃO! A entrega da encomenda de Nosódios pode levar até 30 dias para chegar a suas mãos pelo PAC e até 20 dias para chegar pelos SEDEX.

CONSULTA GRATUITA PARA USO APENAS DE NOSÓDIOS!

Não cobramos consulta em Nosodioterapia, apenas o frete e o valor dos Nosódios.

Relação completa de Nosódios Organoterápicos

NOSÓDIO ORGANOTERÁPICO – Auxilia o organismo levando a vibração da saúde aos tecidos e órgão lesados. Existe um Nosódios específico para cada tecido/órgão/secreção do organismo. Por exemplo, o Nosódio Pâncreas, é utilizado para alguns tipos de Diabetes, o Nosódio Ósseo, é utilizado para problemas ósseos, etc. Veja mais, lembrando-se de que um bom sugestão usa mais de um tipo dos Nosódios do Instituto Roberto Costa.

Nosódio Adenóide: É utilizado para cuidar o aumento das adenóides

Nosódio Amígdala: É utilizado para cuidar o aumento das amígdalas, inflamações e infecções e demais doenças delas.

Nosódio Artéria: É utilizado nos casos de aterosclerose, trombose, embolismo, arterites e demais doenças arteriais.

Nosódio Articulação: É utilizado nos casos de degeneração articular, dores articulares, artroses, artrites, traumas articulares e demais doenças das articulações.

Nosódio Auto Hemoterápico: É utilizado nos casos de câncer e doenças gravemente debilitantes. É preparado a partir de uma gota do sangue da própria pessoa.

Nosódio Auto Nosódio: É utilizado nos casos de doenças que têm eliminação (psoríase, úlcera de perna, fístula, secreções, etc.). É preparado com material da própria pessoa.

Nosódio Baço: É utilizado nos casos de aumento ou atrofia do baço, por qualquer motivo e doença do baço em geral.

Nosódio Bexiga: É utilizado nos casos de incontinência urinária e doenças da bexiga em geral.

Nosódio Cerebral: É utilizado nos casos de isquemia, demência, ansiedade, depressão, trombose, distúrbios do sono, epilepsia, Alzheimer, aneurisma, hemorragias, enxaquecas e demais doenças do sistema neuro vegetativo.

Nosódio Ciático: É utilizado nos casos de dores ciáticas.

Nosódio Colágeno: É utilizado nos casos de lúpus, Peyronie e demais doenças do colágeno.

Nosódio Colesterol: É utilizado nos casos de aumento do colesterol.

Nosódio Cólon: Utilizado em casos de constipação, divertículo, doença inflamatória intestinal, pólipos, hemorragias, hemorróidas e outras doenças do cólon.

Nosódio Coluna: É utilizado nos casos de dor nas costas (lombalgias, cervicalgias), hérnia, protusão de disco, problemas de postura e demais problemas da coluna.

Nosódio Coração: É utilizado nos casos de hipertensão artéria, isquemia, doenças das válvulas e demais doenças do coração,

Nosódio Cotovelo: É utilizado nos casos de dores, fraturas, artrite e demais doenças do cotovelo.

Nosódio Duodeno: É utilizado nos casos de duodenite, pólipos e demais doenças do duodeno.

Nosódio Esôfago: É utilizado nos casos de esofagite, refluxo e demais doenças do esôfago.

Nosódio Estômago: É utilizado nos casos de gastrite, hemorragias, dor, vômitos, náuseas e demais doenças do estômago.

Nosódio Faringe: É utilizado nos casos de faringite aguda e demais doenças da faringe

Nosódio Fígado: É utilizado nos casos de cirrose, hepatite, hemangioma, gorduras hepáticas, cistos hepáticos e demais doenças do fígado.

Nosódio Gânglio: É utilizado nos casos de adenomegalia (aumento dos gânglios) e demais doenças dos gânglios.

Nosódio Gengiva: Utilizado nos casos de inflamação, sangramento, dentição infantil e demais doenças da gengiva.

Nosódio Hipófise: É utilizado nos casos de crescimento e demais doenças da hipófise.

Nosódio Intestino: É utilizado nos casos de diarréia, cólicas intestinais, sangramentos intestinais e demais doenças do intestino.

Nosódio Joelho: É utilizado nos casos de problemas com menisco, cistos no joelho, inchaços, dores, traumas, artrose e demais doenças do joelho.

Nosódio Labirinto: É utilizado nos casos de labirintoses, labirintites, tonteiras e vertigens.

Nosódio Laringe: É utilizado nos casos de laringite aguda e demais casos da laringe.

Nosódio Mama: É utilizado nos casos de mastites, displasia, cistos, dores e traumas, e demais doenças da mama.

Nosódio Medula: É utilizado nos casos de anemia, esferocitose, malária, dengue, hemorragia e demais doenças da medula.

Nosódio Mucosa: É utilizado nos casos de problemas da mucosa em geral (boca, vagina e etc.)

Nosódio Muscular: É utilizado nos casos de dores musculares, câimbras, fibromialgia, trauma e demais doenças musculares.

Nosódio Nervo: É utilizado nos casos de dormência, polineurite, e demais doenças dos nervos periféricos.

Nosódio Olho: É utilizado nos casos de conjuntivite, lacrimejamento, dores, glaucoma e doenças do olho em geral.

Nosódio Ombro: É utilizado nos casos de bursite, traumas, dores, e demais doenças do ombro.

Nosódio Organizador: É um Nosódio com indicação universal, normalmente usamos quando desconhecemos o local da doença.

Nosódio Ósseo: É utilizado nos casos de fraturas, osteoporose, inflamações e demais doenças dos ossos.

Nosódio Ouvido: É utilizado nos casos de dor, otite aguda, coceiras, equizemas, cerume.

Nosódio Ovário: É utilizado nos casos de cistos, infertilidade, menopausa, irregularidade menstrual e demais doenças dos ovários.

Nosódio Pâncreas: É utilizado nos casos de pancreatite, diabetes e demais doenças do pâncreas.

Nosódio Paratireóide: É utilizado nos casos de hipoparatireoidismo e hiperparatireoidismo.

Nosódio Parótidas: É utilizado nos casos de inflamação, infecção, e aumento das parótidas e demais doenças da parótidas.

Nosódio Pele: É utilizado nos casos de doenças da pele em geral.

Nosódio Placenta: É utilizado nos casos de problemas na gravidez.

Nosódio Próstata: É utilizado nos casos de aumento da próstata, prostatismo e demais doenças da próstata.

Nosódio Pulmão: É utilizado nos casos de enfisema, tosse crônica, pneumonia aguda, bronquite crônica (fumantes) e demais doenças do pulmão.

Nosódio Quadril: É utilizado nos casos de artrose, artrite, dores articulares e demais doenças do quadril.

Nosódio Renal: É utilizado nos casos de cálculos, cistos, cólicas renais, nefrites, nefroses e demais doenças dos rins.

Nosódio Supra – Renal: É utilizado nos casos de afecções da supra-renal.

Nosódio Tendão: É utilizado nos casos de tendinite e ruptura de tendão.

Nosódio Testículo: É utilizado nos casos de impotência, infertilidade, dores e demais doenças dos testículos.

Nosódio Timo: É utilizado nos casos de deficiência de imunidade

Nosódio Tireóide: É utilizado nos casos de cistos, aumento da tireóide, hipotireóidismo, hipertireóidismo e demais doenças da tireóide.

Nosódio Tornozelo: É utilizado nos casos de artroses, artrite, inchaços, dores, traumas e demais doenças do tornozelo.

Nosódio Traquéia: É utilizado nos casos de pigarros, roncos, traqueítes (tosses crônicas).

Nosódio Trigêmeo: É utilizado nos casos de nevralgia do trigêmeo.

Nosódio Triglicerídeo: É utilizado nos casos de aumento de triglicerídeos.

Nosódio Útero: É utilizado nos casos de mioma, sangramentos, pólipos, endometriose, inflamações, cólicas uterinas e demais doenças do útero.

Nosódio Veia: É utilizado nos casos de varizes, flebite e demais doenças das veias.

Nosódio Vesícula: É utilizado nos casos de inflamações, cálculos, dores e demais doenças da vesícula.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

A desconfortável zona de conforto

Atendi um homem que trabalhava no escritório da esposa. Ele desejava buscar algo fora para que a família pudesse ter duas rendas. Se sentia desconfortável por não ter independência. Temia que se o relacionamento viesse a terminar um dia, ficaria sem um rumo profissional em uma situação muito difícil. Dez vez em quando ele ia em busca de algum emprego, mas nunca dava certo e ele voltava a trabalhar com a esposa.Apesar de viver nesse desconforto, no fundo, ele não fazia tudo que estava ao seu alcance para ter a sua independência. Uma parte dele desejava ir em busca do seu caminho profissional, mas outra parte desejava ficar onde estava. Por várias razões e medos, o seu desconforto era "confortável" de alguma forma. Durante um curso online que ministrei falando sobre o tema da autossabotagem, passei o áudio dessa sessão para que os alunos ouvissem e uma aluna comentou: "que bom saber que não sou apenas eu que me mantenho em uma desconfortável zona de conforto". Pois é! Isso é mais comum do que imaginamos.A nossa zona de conforto pode ser tranquila e sem sofrimento. Nesses casos, muitas pessoas se acomodam e não arriscam coisas novas para mudar, pelo medo de perder o que já tem ao tentar algo novo que pode dar errado. A pessoa pode estar em um relacionamento morno, ou naquele emprego que não é lá essas coisas, mas também não é tão ruim assim. Pode estar com uma situação financeira mais ou menos, que paga as contas, mas que não permite a realização de outro planos. Nessas situações é mais fácil entender o que nos leva a ficar na inércia e não ir em busca de uma melhora. Embora a pessoa queira melhoras para sua vida, o medo de arriscar e mudar é maior do que o interesse em sair da zona de conforto, já que esta não lhe causa nenhum grande sofrimento.Mas tem outros casos em que a zona de conforto é, na verdade, bem desconfortável, conforme o exemplo que citei anteriormente. Então por que será que mesmo nesses casos tem pessoas que ficam na inércia e não fazem o que podem para uma mudança mais profunda? São vários os motivos. Vamos ver a seguir.Mesmo que a atual zona de conforto traga sofrimento, de alguma forma nos adaptamos e nos acostumamos a esse sofrimento. Aprendemos a lidar com o desconforto e logo que isso acontece, pode acontecer de surgir uma acomodação.Tentar sair da zona de conforto pode gerar medo e ansiedade de forma consciente ou inconsciente. Temos medo de arriscar e tornar a nossa vida ainda mais difícil do que antes. Existe sempre uma chance das coisas ficarem piores se resolvermos fazer algo para mudar. Isso contribui para nos deixar paralisados.Temos também medo do novo, medo do desconhecido. Nosso sofrimento atual, por mais doloroso que seja, já é nosso velho conhecido. De alguma forma aprendemos a sobreviver, apesar dele. Quando vamos em busca de uma melhora não sabemos como é viver dessa nova forma. Isso desperta medo e desconfiança. Uma parte de nós, prefere ficar em um sofrimento que já nos é conhecido do que ir em busca de algo melhor mas que seja desconhecido.Existe ainda uma identificação que criamos com nossa situações de vida. Nos acostumamos de tal forma com o sofrimento a que estamos submetidos, que é como se ele fizesse parte da nossa vida e acabamos nos apegando. Quando a nossa vida tem muito sofrimento, nossos pensamentos e atividades giram em torno de resolver esse sofrimento e atenuas suas consequências. Isso acaba nos preenchendo de alguma forma. Resolver o problema de uma vez por todas pode dar uma sensação estranha de que a vida ficará vazia e sem objetivo. Como vou preencher minha vida se tal problema for definitivamente resolvido? As vezes percebemos essa sensação sabotadora, mas em muitos casos ela fica bem escondida agindo no inconsciente.Lembro que em um determinado período da minha vida, enquanto estava passando por sérios problemas financeiros que se arrastaram por vários anos, consegui detectar em mim esse sentimento de apego a situação de sofrimento. Um dia, quando imaginei minha vida sem aquelas problemas financeiros constantes, percebi que surgiram pensamentos do tipo: minha vida vai ficar vazia e sem objetivo; o que farei para preenchê-la?. Tentar resolver essa situação era simplesmente a minha missão de vida. Ocupava-me 24 horas por dia. Era uma preocupação constante. E como seria minha vida depois disso?É claro que, racionalmente, eu sabia que minha vida se tornaria melhor e mais prazerosa, e que eu iria preenchê-la com coisas melhores, e também com outros desafios que iriam surgir ao longo do caminho. Mas, emocionalmente, existia esse medo e apego que tem uma força sabotadora muito poderosa, já que uma parte minha desejava permanecer do mesmo jeito. Isso acaba afetando a nossa criatividade e influenciando negativamente nossas ações e pensamentos para que fiquemos no mesmo patamar.Além de tudo que já foi relatado, problemas na autoestima também nos levam a não fazer nada para sair da situação desconfortável. Sempre que estamos acomodados a uma situação de sofrimento, existem vários sentimentos por trás que tiram a nossa força de ir em busca de algo melhor. São sentimentos de incapacidade, incompetência, não merecimento, e mecanismos inconscientes de autopunição. A baixa autoestima nos leva a criar situações de sofrimento, e depois que as criamos, nos ajudam a perpetuá-las através de atitudes sabotadoras ou da falta de atitudes.No caso do cliente que atendi, percebemos durante a sessão que todos os fatores citados nesse texto estavam contribuindo para que ele se mantivesse na sua desconfortável zona de conforto.Utilizando a EFT, podemos também dissolver os medo de sair da zona de conforto. É preciso aplicar a técnica para todos os medos secundários que compõem o medo maior de sair da zona de conforto: medo de ficar num vazio; medo de ficar sem objetivo; medo de arriscar e ficar pior do que antes; medo de deixar para trás uma parte da vida; medo do novo; medo do desconhecido; medo de deixar de sofrer… É preciso cuidar todo e qualquer outro medo que possa surgir por mais irracional que ele pareça.

André Lima – www.eftbr.com.br

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

Memória: Ajude-a que ela volta a funcionar

Nossa memória, que dependem das células do cérebro, é danificada pelos radicais livres que levam a uma diminuição no ritmo de produção de energia. A ação deles compromete a atuação dos neurônios, provocam o desaparecimento das sinapses e reduz a capacidade de comunicação entre as células e dessa forma prejudica o funcionamento mental.

A destruição dos neurônios pelos radicais livres pode provocar doenças como Alzheimer, Parkinson e outras doenças degenerativas do cérebro. Apesar de ainda não existirem estudos conclusivos sobre o assunto, alguns estudos sugerem que a melhor maneira de evitar isso é fornecer ao cérebro mais antioxidantes e assim combater os radicais livres.

A nutrição adequada e mudanças no estilo de vida, inclusive exercícios físicos e mentais podem contribuir bastante com o bom funcionamento do cérebro, além de facilitar a captação dos neurotransmissores essenciais à memória.

Tratamento Fitoterápico para memória: 06 meses

Floral Memorin + Floral Gingo biloba: 30 gotas de cada um em 200 ml de água 01 X dia às 18 horas.

Tratamento Trofoterápico para memória

Alguns alimentos que ajudarão a melhorar sua memória:

Gema de ovo – Contém colina, precursor do neurotransmissor acetilcolina, que pode melhorar a memória. Sua deficiência parece estar associada à doença de Alzheimer, causa comum de demência.

Peixes – Principalmente os de água fria (salmão, anchova, sardinha, atum, arenque), são fontes de ácidos graxos ômega 3, poderoso antioxidante.

Frutas e vegetais amarelos – Mamão, manga, pêssego, cenoura, abóbora. São alimentos fontes de betacaroteno, antioxidante que combate o envelhecimento celular.

Frutas vermelhas – Morango, cereja, framboesa, amora, pitanga, melancia e tomate, também possuem pigmentos antioxidantes que combate os radicais livres e ajudam a memória.

Oleaginosas – castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, amendoim. Ricas em vitamina E e selênio, também fontes de antioxidantes.

Carnes de bode, de carneiro, aves que não sejam de granja, grãos integrais, leguminosas, leite de soja e derivados – Estes alimentos são fontes de vitaminas do complexo B. Ajudam a regular a transmissão entre os neurônios. Na carne vermelha você encontra também o ferro que pode colaborar com a boa memória.

Tratamento Nosodioterápico para memória

Envie e-mail solicitando tratamento para: [email protected]

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

Microondas é seguro?

Ah, aproveitando vou, com muito amor e carinho, mesmo sem tempo, digitar o texto completo de um artigo, com bases e fontes científicas, publicado em uma revista voltada para a saúde, que fala sobre o MICROONDAS, essa praga destruidora dos alimentos, dos nutrientes, e que se não bastasse isso, transforma-os em verdadeiros venenos. Estou exagerando? Vocês não abrem mão do conforto e praticidade dessa máquina de morte? Quero ver o que vocês vão pensar depois de lerem o texto abaixo. Ah, e por favor, depois disso não façam a tolice de passá-lo para frente, presenteando alguém, a não ser que seja para o dono do “Ferro Velho” ou para Reciclagem, claro que depois de destruí-lo. Ou então, façam como uma amiga minha, ela usa o aparelho para guardar pães e biscoitos. Kkkkkk… Este texto está abaixo assinado pela Culinarista e futura Trofoterapeuta Catari Avancini. Gostei muito e estou dividindo as informações com vocês, Malva.

MICROONDAS É SEGURO?

O forno microondas é um eletrodoméstico que se encontra cada vez mais em lares de todo o mundo. É cômodo, prático e rápido mas, é bom para nossa saúde?
Desde várias décadas as cozinhas de muitas famílias e lares de diversos países do globo contam com um novo ajudante: o forno de microondas, um eletrodoméstico que cada vez tem mais adeptos e inclusive em muitas ocasiões substitui o fogão tradicional. Com ele é possível esquentar, cozinhar rapidamente uma infinidade de alimentos e bebidas, tornando mais simples e cômoda a vida de quem o possui.

Ao redor do mundo os governos e suas instituições reguladoras permitem a venda de fornos de microondas, e os riscos que advertem do uso destes dispositivos se limitam à manutenção adequada do forno, pois do contrário poderiam apresentar vazamento de microondas maiores ao limite definido como seguro, sobretudo enfatizam que a porta e o isolamento da mesma devem estar em boas condições para evitar acidentes. Os fabricantes também sinalizam as condições seguras de operação dos seus produtos. Entretanto nenhuma destas advertências se refere aos riscos para o organismo ao comer alimentos alterados pelo microondas. É nesse aspecto onde o popular eletrodoméstico tem seus críticos, já que os fabricantes e governos tem desestimulado estudos científicos, a fim de evitar o conhecimento pelo público em geral.

Propriedades alteradas

São muitos os estudos científicos que foram realizados no mundo relacionados com as conseqüências da radiação do microondas nos alimentos. Por exemplo, em 1992, a Escola de Medicina da Universidade de Stanford, Califórnia, Estados Unidos, descobriu em uma pesquisa que o leite materno esquentado no forno microondas a altas temperaturas reduzia as propriedades imunológicas desse alimento.

Antes disso, cientistas suíços constataram em 1989, que ao consumir alimentos processados em fornos microondas, o sangue sofria mudanças significativas imediatamente. Os pesquisadores sinalizaram que algumas dessas mudanças eram muito importantes, pois indicavam o inicio de um processo patológico, como por exemplo o câncer.

Como afeta a vida?

Uma experiência realizada nos Estados Unidos, com duas plantas iguais, mostrou como a água esquentada em um microondas e usada para regar apenas uma delas, provocou a sua morte em nove dias. A outra planta foi regada com água fervida em fogão convencional e cresceu de forma normal no mesmo período de tempo.

Alternativas ao forno de microondas são o forno elétrico, o forno a gás e o fogão convencional. É nosso corpo, nossa saúde e vida.

Efeitos não térmicos

Além dos efeitos térmicos ocasionados pela fricção das moléculas, também há efeitos não térmicos ocasionados pela interação do microondas e estruturas de organismos vivos. São poucos os países que consideram esses efeitos não térmicos na definição de padrões de segurança para a fabricação de fornos, a maioria só consideram os efeitos térmicos do microondas.

A partir de conclusões de estudos clínicos realizados na Suíça, Rússia e Alemanha não se podem ignoram seus efeitos negativos. As investigações encontraram o seguinte:

– Comer continuamente alimentos processados no forno microondas pode causar dano cerebral permanente a longo prazo – causando “curto circuito”nos impulsos elétricos do cérebro (despolarizando ou desmagnetizando o tecido cerebral)

– O corpo humano não pode metabolizar os produtos desconhecidos que são gerados a partir da comida processada no forno microondas

– A produção de hormônios masculinos e femininos para ou se altera ao comer continuamente comidas processadas no forno de microondas.

– Os efeitos dos produtos derivados da comida processada em microondas são residuais, de longo prazo e permanentes no corpo humano.

– Os minerais, vitaminas e nutrientes de toda comida processada em fornos de microondas são reduzidos e alterados de tal forma que o corpo humano recebe pouco ou nenhum benefício ou absorve componentes alterados que não podem ser metabolizados para sua assimilação.

– Os minerais contidos nos vegetais são alterados e se transformam em radicais livres cancerígenos ao serem cozidos em forno microondas.

– A comida processada em forno microondas provoca desenvolvimentos cancerígenos (tumores) estomacais e intestinais. O que poderia explicar o crescente índice de câncer de colo nos Estados Unidos.

– O consumo prolongado de comida processada em forno microondas provoca a proliferação de células cancerígenas no sangue humano. A ingestão contínua de comida processada em forno microondas produz deficiências no sistema imunológico através de alterações nos gânglios linfáticos e no soro sanguíneo.

– O consumo de comida processada em forno de microondas ocasiona perda de memória e de concentração, instabilidade emocional e diminuição da inteligência.

Referências:
[1] Quan, R. et al. (1992): Effects os Microwave Radiation on Anti-Infective Factors in Human Milk. Pediatrics.89 (4): 667-69.

[2] Blanc, B.H./Hertel, H. U.(1992): Comparative Study about the Influence on Man by Food Prepared Conventionally and in the Microwave-Oven.

[3] Blanc, B.H./Hertel, H. U. (1992): H. Ande Weg vom Mikrowellenherd! – Raum & Zeit Special NR. 6, Ehlers, Sauerlach.

[4] http://curezone.org/art/read.asp?ID=112&db=7&CO=6

(acessem esse link e vejam o artigo com 40 páginas sobre o microondas) O que mais você precisa saber? Espero ter sido útil e cumprido o meu papel de culinarista vegetarina e futura trofoterapeuta (é para isso, também, que estou estudando).

Beijos, fabulosinhos(as).

Catari Avancini

Culinarista Vegetariana

(79) 9981.1409 vivo

(79) 9119.4989 tim

[email protected]

dafabulosa.com

facebook.com/dafabulosa

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Publicado em Deixe um comentário

Andropausa? O que é e como tratar

Andropausa é na verdade um Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino, (DAEM), conhecida como menopausa masculina, mas na verdade não há nada para pausar, como a menstruação na menopausa. Ocorre geralmente entre as idades de 40 a 55 anos, quando os homens podem percebem sintomas semelhantes à menopausa embora não apresentem um ponto tão característico como a interrupção da menstruação para definir essa etapa. Ocorre nessa fase uma queda no nível da testosterona (hormônio) e com isso as mudanças ocorrem muito gradualmente nos homens. O homem experimenta um declínio gradual de suas funções gonadais, caracterizada pela diminuição da taxa de testosterona e da produção de espermatozóides.

Para passar pela andropausa, é fundamental conhecer as mudanças físicas e emocionais do envelhecimento masculino, há perguntas que ajudam a começar a pensar no assunto:

01 – Você anda mais cansado que de costume?
02 – Está menos disposto para o sexo?
03 – Tem se irritado com muita facilidade?
04 – Você perdeu peso?
05 – Você perdeu a alegria de viver?
06 – Você vive triste e desanimado?
07 – Sua ereção está menos consistente?
08 – Tem sido mais difícil manter a ereção durante o ato sexual?
09 – Você adormece depois do jantar?
10 – Sua performance no trabalho deteriorou recentemente?

Resposta positiva nos itens 1 ou 7, ou três respostas positivas nos demais itens, sugere hipogonadismo (embora não obrigatoriamente).

A causa para algumas mudanças físicas e emocionais após os 40 anos pode ser a andropausa. Mas a confirmação do diagnóstico requer a presença de níveis sanguíneos de testosterona abaixo do intervalo normal. Saiba que resultados abaixo de 200 mg/dL são considerados confirmatórios. Mas, há casos de homens com níveis normais apesar de terem sintomas de hipogonadismo (termo médico para um defeito no sistema reprodutor que resulta na diminuição da função das gônadas (ovários ou testículos)). Nessas situações, há necessidade de exames laboratoriais mais detalhados.

Os níveis sanguíneos de testosterona devem ser determinados mensalmente, porque a disfunção sexual costuma ser corrigida assim que eles atingem a metade inferior da faixa da normalidade, mas os efeitos positivos sobre as massas óssea e muscular podem exigir níveis mais elevados para se fazerem sentir.

Nem todos os homens apresentam níveis tão baixos de testosterona que podem causar problemas e, em alguns casos, os sintomas podem ser confundidos e atribuídos ao envelhecimento. Cerca de 20% dos homens entre 50 e 60 anos apresentam a andropausa. Este número aumenta para mais de 80% após os 80 anos. Apesar de às vezes encontrarmos opiniões diferenciadas, é preciso ficar atento e conhecer os tratamentos adequados para passar por essa fase da melhor maneira.

Não há evidência de que níveis baixos de testosterona interfiram com a mortalidade masculina, mas certamente pioram a qualidade de vida.

Possíveis sintomas:

Diminuição da qualidade das ereções – Ejaculação precoce – Perda de memória – Nervosismo – Insônia – Queda da libido (apetite sexual) – Perda de cabelo – Diminuição da massa muscular – Alterações no humor – Doenças cardiovasculares – Osteoporose e o famigerado aumento da gordura abdominal.

Não há maneira de prever quem vai ter sintomas de andropausa que tornem necessários procurar ajuda, nem a idade exata em que os sintomas irão ocorrer.

Alguns exames auxiliam a verificação da andropausa tais como:

1 – Exame de sangue para verificar o índice de testosterona. Ele é o melhor jeito para diagnosticar a andropausa e calcular a dosagem de testosterona no sangue. Isso porque, são os níveis baixos deste hormônio que caracterizam esta fase. Também é importante realizar outros exames para anular possíveis causas de testosterona baixa, como dosagem da prolactina e gonadotrofinas (hormônios que estimulam os testículos) e hormônios relacionados à função da tireoide. A redução progressiva dos níveis de testosterona se inicia em torno dos 30 anos, a uma taxa de diminuição de 1% ao ano. Por isso, é preciso ficar atento ao diagnóstico após os 50 anos.

2 – Espermograma para verificar a produção dos espermatozoides.
3 – Exame de toque (estado da próstata)
4 – Densitometria óssea
5 – Ecografia da próstata e abdômen.

Na alopatia a reposição hormonal somente deve ser feita com um acompanhamento médico e pode ser feita através de comprimidos via oral, adesivos para pele ou injeção intramuscular. Com isso o homem terá um retardo na osteoporose, um melhor desempenho sexual, melhora dos distúrbios neurológicos.

Atenção: A reposição é contra indicada para pacientes portadores ou com suspeita de carcinoma na próstata, câncer de mama, hiperplasia benigna da próstata e problemas hepáticos. Outras condições que contraindicam a reposição hormonal são a apneia do sono, a poliglobulia (excesso de glóbulos vermelhos), a epilepsia e a insuficiência cardíaca descompensada. Estas, entretanto, são contraindicações relativas que, quando tratadas, não impedem a reposição. Os níveis sanguíneos da testosterona devem ser mantidos dentro dos limites da normalidade.

Sociedade Brasileira de Urologia publicou há alguns anos um consenso estabelecendo parâmetros para o diagnóstico e tratamento da deficiência hormonal masculina, que foi denominada, então Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino (DAEM). O texto do documento admite que a reposição hormonal masculina ainda está sujeita a controvérsias. Questiona-se desde a real existência do problema e até a necessidade concreta da reposição hormonal. O melhor caminho é ainda a fitoterapia, a trofoterapia e a nosodioterapia, pois são eficientes e seguras. O efeito é ainda melhor quando utilizadas em conjunto.

Falta de Desejo (Libido)

A falta de libido é mais comum nas mulheres do que no homem, porém ocorre com certa frequência e também é queixa comum tanto do próprio homem como da companheira que se sente deixada de lado e não desejada Esse tipo de problema é bem menos comum que a disfunção erétil em si o que se pode observar que homens que têm o desejo normal, mas que não conseguem uma boa ereção.

Algumas causas físicas podem ser citadas: alcoolismo, drogas, obesidade, hiperprolactina (Hiperprolactinemia é o excesso de produção de prolactina (hormônio responsável pela produção do leite)), efeito colateral de medicamentos, baixo índice de testosterona e doenças como diabetes.

No lado psicológico podemos relatar casos associados à depressão, estresse, traumas de infância, homossexualidade latente e até mesmo problemas de relacionamento.

Não há até hoje um medicamento alopata específico para melhora da libido a não ser quando há queda comprovada da testosterona. É importante lembrar que medicações para Disfunção Erétil não melhoram a libido, interferindo apenas na parte de ereção.

Mas afinal o que é libido?

Na visão da Terapia Sexual, libido é uma energia provinda do instinto de vida, que promove o interesse, a preservação, a condução para o desenvolvimento, ou seja, o que proporciona a busca do prazer de realização da construção sadia e positiva para o desenvolvimento do ser humano. Libido é uma energia vital, presente no homem nas suas diferentes fases do desenvolvimento.

Na atualidade é a mola principal que desencadeia o interesse, o desejo, a busca do prazer de preservação da espécie. Fatores orgânicos e medicamentos podem afetar a libido.

A exemplo, as frustrações vividas pelas dificuldades no trabalho ou na vida sentimental ou na realização da vida sexual e mesmo eventos fortes, como perdas, morte, incapacidade podem desencadear uma baixa no desejo, agravando cada vez mais o quadro psicossexual do indivíduo. Drogas, medicações específicas também afetam a libido, trazendo consequências graves no desempenho sexual. Compete investigar e definir o motivo da causa de perda de libido.

Outros Sintomas

Como já dissemos, a andropausa não tem características tão marcantes quanto a menopausa, que é diagnosticada com o fim da menstruação e fortes ondas de calor. Segundo especialistas, os homens também podem sofrer perda de massa muscular com a redução dos níveis de hormônio masculino. Além disso, podem ocorrer anemia e perda de massa óssea, com osteoporose.

Prazer sexual

Especialistas explicam que a disfunção erétil pode ocorrer em alguns casos de andropausa, mas existem inúmeros outras alterações associadas a este sintoma, como problemas vasculares, neurológicos e de outros hormônios, que não a testosterona.

Vale lembrar ainda que não são todos os homens que entram na andropausa e sentem diminuição do prazer, mesmo nessa fase, o prazer continua igual, o que altera é a necessidade de buscar o prazer. As relações sexuais podem ficar mais espaçadas sem que isso possa interferir na vida a dois, a não ser que haja cobrança e desconhecimento sobre o assunto.

Tratamento

O tratamento alopático da andropausa consiste em aplicar testosterona ou medicamentos que aumentem a produção deste hormônio pelos testículos. A testosterona pode ser administrada por via injetável, em gel ou adesivos transdérmico. Todos os homens que apresentem níveis baixos de testosterona e sintomas compatíveis com a andropausa devem ser tratados, exceto se houver contraindicações, como câncer de próstata ou de mama masculina.

Mudanças de hábitos

Como os homens podem sofrer perda de massa muscular e acúmulo de gordura na região abdominal, o ideal é manter a alimentação sempre saudável. A dieta preventiva para a andropausa deve restringir colesterol e açúcar e comer alimentos com maior teor de sais minerais e vitaminas como as hortaliças em geral e as frutas. Segundo os médicos alopatas, não há um alimento específico para ser indicado, mas o excesso de peso pode agravar a deficiência do hormônio masculino. Já o emagrecimento, ajuda a normalizar os níveis de testosterona.

Informações adicionais

Para passar pela andropausa da melhor maneira, é preciso ser paciente e ter uma parceira compreensiva. As mulheres começam a cobrar muito o desempenho masculino, o que faz com que o homem fique emocionalmente afetado e cada vez mais ansioso em relação à sua performance sexual, e infelizmente a cobrança não para por aí, é um número enorme delas que recaem sobre os ombros já fragilizados do marido e entre elas estão as cobranças de resultados financeiros, maior ajuda nas tarefas domésticas, maior controle sobre os filhos… E por aí vai. O cidadão acaba tendo que matar um leão e meio a cada dia.
Por isso, de acordo com a terapeuta sexual, é fundamental conhecer as mudanças físicas e emocionais do envelhecimento masculino e prevenir possíveis disfunções com a ajuda do companheirismo familiar. Apoio certo na hora exata é um dos maiores medicamentos que existe, eleva a moral, a libido e o nível de respeito e felicidade. Há que se apostar nisso.

O casal deve se lembrar que em relação ao relacionamento sexual, o importante é não ter a expectativa de eterna juventude e lembrar que um bom relacionamento se consegue com novidades, individualidade, namoro sem sexo, para a manutenção do erotismo e consequentemente da atividade sexual. A quantidade de relações poderá cair, mas em contrapartida deve aumentar a qualidade e o amor.

Comercializamos produtos para tratamento de algumas das patologias aqui citadas. Você poderá solicitar sugestão de tratamento por e-mail clicando aqui e deixando seu pedido de sugestões para tratar de seus males informando o que sente, sua idade, peso, altura e sexo no campo mensagem.

Poderá encontrar sugestões também digitando o nome de sua doença na busca do site (clique aqui) para encontrar produtos relacionados ao problema.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.