Publicado em

Candidíese Vulvovaginal – Acabe com este desconforto

Candidíase Vulvovaginal é a patologia causada pela Candida albicans: Ela é a espécie mais comum de fungo que pode habitar a vagina. Também pode ser encontrada na pele, boca, estômago, intestino e nas regiões inguinal, perianal e o períneo. Em condições normais, a vagina é habitada por vários micro-organismos (bactérias e fungos) que constituem sua flora normal (fisiológica).

Quando ocorre desequilíbrio nesta flora e/ou nos mecanismos de defesa da mulher, existe crescimento da Cândida sp, ocasionando o aparecimento da doença, a candidíase vulvovaginal.

Estima-se que cerca de 75% das mulheres experimentarão pelo menos um episódio de candidíase vulvovaginal durante suas vidas, e que uma parte das mulheres adultas, aproximadamente 5%, sofrerão de episódios repetitivos.

O que favorece a infecção e a reinfecção?

• Medicamentos como os antibióticos e corticóides podem alterar a flora vaginal normal e os mecanismos de defesa, propiciando mais oportunidades p/ o crescimento da Candida sp;
• Gravidez: durante este período, o ambiente hormonal específico pode proporcionar mudanças no meio vaginal que favoreçam à proliferação dos fungos;
• Anticoncepcionais de alta dosagem: também podem facilitar o aumento da população de fungos, pelo mesmo mecanismo da gestação;
• Diabete descompensado: o aumento da concentração de glicogênio (um tipo de “açúcar”) no conteúdo vaginal pode favorecer a candidíase;
• Higiene íntima inadequada: a contaminação da vagina com germes provenientes do intestino pode ocorrer por higiene local inadequada;
• Vestuário: roupas íntimas e/ou calças justas e/ou de tecido sintético (lycra, elanca, nylon e similares) prejudicam a ventilação, favorecendo o aumento da umidade e temperatura local, tornando assim o ambiente propício ao crescimento dos fungos;
• Relações sexuais: a transmissão da Candida sp por esta via é controversa, pois a candidíase vulvovaginal também ocorre em pessoas sem atividade sexual. Então, pelo menos para casos repetitivos, o tratamento do parceiro sexual pode ser recomendado;
• Dieta: existem hipóteses de que o excesso de ingestão de açúcares e/ou alimentos ácidos favoreceriam a repetição de episódios de candidíase vulvovaginal, entre outros. Mas ainda são hipóteses.

Como identificar a candidíase vaginal?

• Prurido (“coceira”) vulvar e no canal vaginal é o sintoma mais comum;
• Quando há corrimento vaginal anormal, o mais frequente é descrito como branco, com aspecto semelhante a leite talhado e em quantidade variável, porém existem variações;
• Outras queixas comuns são: ardor local e para urinar, eritema (vermelhidão) e edema (inchaço) vulvar, ardor e dor nas relações sexuais;
• Frequentemente os sintomas iniciam-se no período pré-menstrual, isto é, alguns dias antes do início da menstruação.
Como identificar a candidíase nos homens?
• Pequenas manchas vermelhas no pênis;
• Edema leve;
• Lesões em forma de pontos;
• Prurido (coceira). Em casos mais graves distúrbios gastrointestinais, respiratórios e outros problemas dermatológicos podem aparecer.

Como prevenir?

• Dê preferência às roupas íntimas de puro algodão, pois estas favorecem a ventilação local;
• Evite usar toalhas e roupas íntimas que ficaram secando no banheiro (isso facilita a manutenção dos fungos) e, principalmente, aquelas que pertencem a outras pessoas. As toalhas devem ser bem lavadas e sempre passadas a ferro antes do uso;
• Após as evacuações, a higiene local deve ser feita trazendo o papel higiênico no sentido da vulva para o ânus (da frente para trás), nunca o contrário, evitando assim a contaminação da vagina por germes que habitam as fezes;
• Evite o uso de protetores (absorventes) íntimos diários, pois estes também prejudicam a ventilação local;
• Quando na praia ou piscina, evite ficar períodos prolongados com o maiô molhado, porque além de prejudicar a transpiração, o ambiente úmido e quente favorece a proliferação dos fungos;
• Duchas intra-vaginais são absolutamente desnecessárias e, além de causar desequilíbrio na flora vaginal normal, podem levar os germes para órgãos genitais mais altos (útero, ovário e trompas), causando sérios danos à saúde;
• Adquira o hábito de dormir com roupas confortáveis e largas, de preferência de puro algodão. Isto favorece a ventilação da região genital e, portanto, evita a proliferação dos fungos. Se possível, durma sem calcinha.
• Usar camisinhas em todas as relações sexuais.
• Prefira o papel higiênico branco sem perfume.
• Não use absorventes internos.
• Evite o consumo de bebidas alcoólicas.

Como tratar:

Dê preferência ao tratamento com Nosódios, que é realmente eficaz, usando a Série Cândida – Completa: É utilizado nos casos de candidíese.

Composição: Essência Vibracional de água de nosódio de candidíase (cândida albicans). São 12 frascos numerados de 01 a 12 em ordem crescente, respectivamente com 30, 120, 210, 300, 390, 480, 570, 660, 750, 840, 930, 1020 CNV.

Para o uso de nosodioterapia, faz-se necessário utilizar um Constitucional de Bach em dose única (repetido a cada 3 meses) antes de iniciar o tratamento com Nosódios para que o efeito seja relevante. Constitucional de Bach: É ele que prepara o organismo para a entrada dos nosódios. Daí os nosódios só poderem ser tomados 24 horas a partir da toma do 1º Bach. O Bach é numerado de acordo com a forma física e traços característicos da personalidade do cliente, a numeração vai de 01 a 10 e depende da idade, peso e altura da pessoa. São necessários 04 frascos. Mas você deve comprar um a um devido à validade dele que é de apenas 03 meses.
Envie para [email protected] sua idade, sua altura e seu peso para que possamos informar qual o nº do Bach que se enquadra para seu uso.

O 1º Bach Nº____ deve ser tomado no dia seguinte ao recebimento dele, pois será diluído em 50 ml de água e tomado em jejum.
O 2º Bach Nº____ deverá ser agendado para tomar da mesma forma 03 meses após o 1º.
O 3º Bach Nº____ deverá ser agendado para ser tomado de igual forma após 06 meses do primeiro.
O 4º Bach Nº____ deverá ser agendado para ser tomado de igual forma após 09 meses do primeiro.

Como utilizar a Série Cândida Completa:

Posologia: 24 horas após a toma do 1º Constitucional de Bach poderá iniciara toma do 1º frasco da Série, serão apenas 05 gotas por via oral duas vezes ao dia, manhã e noite. Iniciar pelo frasco n° 01 e sucessivamente até o n° 12.
Apresentação: 12 Frascos, de número 01 a 12, pet âmbar contendo 20 ml de solução hidroalcoólica a 30.

A Série

A Série vai das doses mais diluídas até as mais materiais, dessensibilizando o paciente. As dinamizações nunca serão inferiores a 30 CNV (Centesimal de Nosódio Vibracional), o que impede a existência de traços materiais da substância utilizada. A dinamização inicial nesses casos é 1020 CNV e a final 30 CNV, sendo que as intermediárias podem ser de 30 em 30, 60 em 60, ou 90 em 90. Por exemplo, 30, 120, 210, 300, 390, 480, 570, 660, 750, 840, 930, 1020 CNV. – no caso de 30 em 30, e as respectivas dinamizações nas outras situações. A repetição das doses é diária, Com isso a série demora 1 ano exato, se o paciente tomar direitinho a série.

COMO COMPRAR
Para comprar digite o nome do produto na busca do site, na página de resultado, procure o produto desejado e clique nele, quando a página do mesmo abrir, clique em comprar para ser direcionado ao site do PagSeguro. Informe o que se pede e se for só o que deseja encerre a compra e escolha a forma de pagamento, mas se desejar mais produtos, clique em continuar comprando.
Poderá comprar enviando e-mail para [email protected] informando nome e endereço completo com CEP, produto e quantidade pretendida, retornaremos um e-mail com o valor dos produtos, frete e dados bancários para depósito ou transferência.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *