Publicado em

Hortaliças: Cebola

Indicações Terapêuticas: Desde que ingerida crua, pois o cozimento impede a ação benéfica, que ocorre nos seguintes casos:
Algumas infecções do aparelho digestivo: distúrbios do estômago, prisão de ventre, etc.;
Diminuição do nível de glicose no sangue;
Regula o mau colesterol;
Redução da hipertensão;
Arteriosclerose;
Falta de apetite;
O caldo de cebolas fervido, adicionado com mel, é eficaz contra resfriado, gripe, tosse, bronquite e asma;
Aumento da diurese;
Diminui as hemorragias nasais, quando colocada, crua, sob o nariz.
O suco é muito eficiente nas picadas de aranhas, abelhas e vespas, enfim, de insetos em geral, quando usado no local da picada;
Prevenção do enfarte;
Redução dos efeitos da osteoporose.

ORIGEM: Cultivada, desde tempos antigos, na China, Índia, Grécia, Itália e Egito,esta hortaliça migrou para a Pérsia, daí para a África e para a Europa, de onde foi trazida para as Américas pelos colonizadores. No Brasil, começou a ser cultivada no sul, sendo, gradativamente, nas demais regiões, inclusive no nordeste.

CARACTERÍSTICAS: É da mesma família do alho, a cebolinha e o alho porro (ou poró).

TIPOS: Varia em função da coloração, podendo ser: – amarela; – roxa; – branca, e em relação à forma: – redonda; – pêra; – achatada.

MODO DE COMPRAR: Para escolher: 1 – Evite apertar a cebola e/ou jogar no local onde está exposta; 2 – Escolha as que estiverem firmes, secas, mais pesadas, intactas. Durante e após a colheita, principalmente durante o transporte, ocorrem pancadas diversas, contribuindo para estragar a cebola.

MODO DE CONSERVAR:

1 – Sem refrigeração: "in natura", suporta cerca de 5 semanas, em condições normais, isto é, local fresco, ventilado e sem exposição ao sol, sendo que as roxas suportam um tempo maior;
2 – Picada ou ralada: É fundamental manter na geladeira, protegida numa vasilha com tampa, durando apenas um dia;
3 – Congelada: – Primeiro, é preciso picar a cebola ou cortar em rodelas; – Depois, colocar numa travessa ou numa vasilha aberta e levar ao congelador; – Em seguida, quando já estiver congelada, coloque numa vasilha de plástico ou mesmo num saco plástico, retirando todo o ar que for possível. Tempo de conservação: Cerca de 6 meses. 4 – Pasta: – Triturar as cebolas, acrescentar sal e alho, numa proporção de 1 parte de alho para 3 de cebola e 10 partes de sal. Tempo de conservação da pasta: cerca de 1 mês.

MODO DE CONSUMIR:

•· Como condimento: Realça bastante o sabor no preparo dos pratos;

•· Saladas e Entradas; Sopas e Caldos; Patês; Pães; Biscoitos; A Milanasa; Assada com casca, no espeto; Pastéis; Recheada; Em fritadas; Tortas; No forno; Bolinhos;

Congelada: Em pratos cozidos ou assados, sendo que, para descongelar, deve-se colocar em água fervente com sal, ou diretamente no fogo, durante o preparo do prato.

COMPOSIÇÃO: Cada 100 gramas contém, aproximadamente: – Proteínas = 1,3g; – Lipídios = 0,2g; – Cálcio = 25mg; – Fósforo = 33 mg; – Ferro = 0,3 mg; – Sódio = 6mg. A cebola é rica em: – Ácido Fólico; – Vitamina C; – Vitaminas do Complexo B; – Cloro; – Magnésio; – Potássio; – Enxofre. Contém também pequenas porções de: – Zinco; – Ferro: – Cobre.

VALOR CALÓRICO: Em 100 gramas, cerca de 35 calorias.

INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS: Desde que ingerida crua, pois o cozimento impede a ação benéfica, que ocorre nos seguintes casos:
Algumas infecções do aparelho digestivo: distúrbios do estômago, prisão de ventre, etc.;
Diminuição do nível de glicose no sangue;
Regula o mau colesterol;
Redução da hipertensão;
Arteriosclerose;
Falta de apetite;
O caldo de cebolas fervido, adicionado com mel, é eficaz contra resfriado, gripe, tosse, bronquite e asma;
Aumento da diurese;
Diminui as hemorragias nasais, quando colocada, crua, sob o nariz.
O suco é muito eficiente nas picadas de aranhas, abelhas e vespas, enfim, de insetos em geral, quando usado no local da picada;
Prevenção do enfarte;
Redução dos efeitos da osteoporose.

DICAS:

Na irritação dos olhos (fazendo chorar) Colocar: – na ponta da faca um pedaço de pão (ele absorve boa parcela do cheiro e dos gases soltos); OU – na geladeira por uns 10 minutos; OU – em água fervente;

Temperos que combinam com a cebola: – vinagre; – pimenta; – limão; – sal; – azeite; – folhas de louro; – cominho; – cravo da índia; – noz moscada;

Para tirar o cheiro de cebola das mãos: esfregar com suco de limão e enxagüar bastante com água, logo em seguida.

A cebola não é recomendável : Para quem sofre de acidez estomacal ou formação de gases, principalmente quando é ingerida juntamente com alho;

Pesquisas recentes da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), mostraram uma variedade de cebola doce, criada geneticamente, que tem a propriedade de não provocar choro ao ser cortada, não deixar aquele mau hálito característico em quem a ingere, podendo ser comida como se fora uma fruta.

Atenção: Qualquer produto citado neste post não é um medicamento e não substitui o tratamento médico. Terapias citadas neste post não substituem a visita ao seu médico regularmente.

Deixe um comentário ou resposta...